segunda-feira, 26 de julho de 2010

Lula blasfemador!

Saudações queridos leitores!

Lula não cessa de dizer bobagens. Mais que bobagens, quando ele abre a boca, profere verdadeiras blasfêmias. Lula é a personificação de tudo de ruim que temos na política brasileira. Nem mesmo seus 800% de aprovação conseguem mostrar o contrário.

 

Durante um comício em Garanhuns (PE), Lula disse: “Essa mulher foi barbaramente torturada. Não existe nada mais grave que o ser humano possa fazer com o outro do que torturar. Vocês sabem porque Jesus Cristo foi torturado”.

Para o presidente Lula, tanto faz se uma terrorista comunista foi torturada por suas convicções espúrias, algo que lamento, quanto o fato de que Nosso Senhor e Salvador foi torturado e crucificado, morto e sepultado por nossas transgressões. Comparar os sofrimentos de uma militante comunista com o sofrimento redentor de Jesus Cristo não é evidência de ignorância, de desconhecimento e nem de desinteresse pela Fé. É sinal do mais puro desdém, da intenção deliberada da chacota, do achincalhamento dos sentimentos religiosos de centenas de milhões de brasileiros, sejam Católicos ou não.

Essa demonstração de desdém para com a fé de uma nação que foi erguida sob a sombra da Cruz Redentora de Cristo é mais uma, dentre as muitas evidências da sanha diabólica de Lula, Dilma Roussef e do PT.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Ajude a defender a Igreja! - http://www.defesacatolica.com.br/

PT Assassino - Como Lula e Dilma conspiram pela liberação do aborto no Brasil

Saudações queridos leitores!

O texto que segue relata fatos extremamente graves, por isso, peço que seja lido com atenção e que seja amplamente divulgado, seja em outros blogs, em listas de e-mails e sites, pois o assunto é urgente e diz respeito a todos nós, principalmente pelos que ainda estão por vir.

Enquanto a candidata petista à presidência, Dilma Roussef, se diz a favor da vida, muitos idiotas acreditam em sua afirmação. Porém, o que ela diz é muito diferente do que ela e o PT realmente acreditam e lutam.

O PNDH-3 é apenas uma peça em toda uma estratégia do PT para liberar totalmente o aborto no Brasil e na América Latina. Em um documento chamado Consenso de Brasília, que é resultado da XI conferência Regional sobre Mulheres do Caribe e da América Latina, ocorrida no CEPAL, um órgão da ONU, a MInistra da Secretaria Especial de Poilíticas para Mulheres, a já conhecida abortista e anti-católica Nilcéia Freire, defendeu a revisão das medidas punitivas contra mulheres que cometem aborto!

O documento está aqui: http://www.eclac.org/mujer/conferencia/doc/ConsensoBrasilia-portugues.pdf

Alguém viu qualquer coisa sobre isso na mídia? Não. Não viram porque a mídia nacional silenciou-se de maneira criminosa ante mais esse ataque do PT contra a vida. A única voz que se ergueu alertando sobre o ocorrido foi o jornalista Evandro Éboli, em seu blog no jornal O Globo: http://moglobo.globo.com/integra.asp?txtUrl=/pais/mat/2010/07/22/governo-volta-defender-descriminalizacao-do-aborto-em-documento-oficial-917224086.asp

Mas muito disso só acontece porque as entidades abortistas e o PT contam com grande ajuda da Fundação Ford, uma entidade americana que tem como uma de suas bandeiras a promoção do homossexualismo e a liberação total e irrestrita do aborto. Entre os pontos defendidos no programa da Fundação Ford, que a mesma trabalha para impor no Brasil e em outros países em desenvolvimento, podemos ler o seguinte:

"A FUNDAÇÃO FORD DESENVOLVEU UMA NOVA POLÍTICA DE POPULAÇÃO E SAÚDE REPRODUTIVA PARA OS ANOS 90 QUE EXIGIRÁ UMA NOVA CONCEITUALIZAÇÃO DA SAÚDE REPRODUTIVA EM SEU CONTEXTO SÓCIO-CULTURAL E, EM SEGUIDA, DEMONSTRAR QUE PROGRAMAS FUNDAMENTADOS NESTE NOVO PENSAMENTO SÃO VIÁVEIS.

O PROPÓSITO GERAL DO PROGRAMA DA FUNDAÇÃO FORD NA SAÚDE REPRODUTIVA É O DE IMPLEMENTAR A CAPACIDADE DOS PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO PARA DESENVOLVER SOLUÇÕES PARA SEUS PROBLEMAS DE SAÚDE REPRODUTIVA E POPULAÇÃO.

MUITOS ASPECTOS DAS LEIS ESTATUTÁRIAS, COMO AS PENALIDADES CRIMINAIS PARA O ABORTO, TEM RELAÇÃO DIRETA COM A SAÚDE REPRODUTIVA DAS MULHERES. O RECONHECIMENTO E O RESPEITO POR ESTES DIREITOS É UM OBJETIVO DE LONGO PRAZO PARA O TRABALHO PROPOSTO PELA FUNDAÇÃO EM SAÚDE REPRODUTIVA. SUA REALIZAÇÃO REQUER UMA MELHOR DOCUMENTAÇÃO DAS CONSEQÜÊNCIAS PARA A VIDA DAS MULHERES DE TAIS PRÁTICAS E LEIS, COMO TEM SIDO FEITO COM OS RESULTADOS DAS GESTAÇÕES MUITO PRECOCES E MUITO FREQÜENTES E DOS ABORTOS INFECTADOS.

UMA DOCUMENTAÇÃO SÓLIDA, ELEVANDO A CONSCIÊNCIA E PROMOVENDO A DISCUSSÃO ENTRE PARTICIPANTES CHAVES, PODE ESTABELECER OS FUNDAMENTOS PARA MUDANÇAS NAS LEIS E NAS PRÁTICAS. A REUNIÃO E A DISSEMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO SOBRE CERTOS PROBLEMAS DE SAÚDE REPRODUTIVA E SUA RELAÇÃO COM A LEI CORRENTE É NECESSÁRIA PARA INFLUENCIAR A OPINIÃO PÚBLICA E FINALMENTE MODIFICAR AS POLÍTICAS E A LEGISLAÇÃO NACIONAL.

OS ESTUDOS SOBRE A PREVALÊNCIA DOS ABORTOS ILEGAIS E INSEGUROS EM UM DETERMINADO PAÍS E SOBRE AS DEMANDAS QUE EXIGEM DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DO PAÍS IRÁ FORNECER A INFORMAÇÃO ESPECÍFICA DO PAÍS ESSENCIAL PARA UM DEBATE INFORMADO E O SUBSEQÜENTE DESENVOLVIMENTO DE REFORMAS LEGAIS E DE SAÚDE. ESTES DADOS DEVERÃO CONSTITUIR-SE NO PANO DE FUNDO CONTRA OS QUAIS DEVERÃO SER DISCUTIDOS OS VALORES MORAIS ENVOLVIDOS.

O PROGRAMA DEVERÁ RECONCEITUALIZAR A SAÚDE REPRODUTIVA E MUDAR A ATMOSFERA EM QUE A SAÚDE REPRODUTIVA E AS QUESTÕES POPULACIONAIS SÃO DISCUTIDAS E EM QUE SÃO TOMADAS AS DECISÕES POLÍTICAS.

A FUNDAÇÃO FORD IRÁ PROMOVER A DISCUSSÃO E A EDUCAÇÃO SOBRE A SEXUALIDADE HUMANA, EM UMA ABORDAGEM NA QUAL NÃO PODE OMITIR-SE EM RECONHECER A NECESSIDADE DE PROMOVER O ABORTO.

O RECONHECIMENTO E O RESPEITO PELOS DIREITOS REPRODUTIVOS, COM OS QUAIS O ABORTO TEM RELAÇÃO DIRETA, É UM OBJETIVO DE LONGO PRAZO ESTABELECIDO PELA FUNDAÇÃO FORD".


Para que a concretização de tais iniciativas seja possível, a Fundação Ford pretende instituir o controle da mídia no Brasil:

"PROMOVER MEIOS DE COMUNICAÇÃO IGUALITÁRIOS, DEMOCRÁTICOS E NÃO DISCRIMINATÓRIOS, ATRAVÉS DA CONSTRUÇÃO DE MECANISMOS DE MONITORAÇÃO, PARTICIPAÇÃO POPULAR E CONTROLE SOCIAL NAS EMISSORAS DE RÁDIO E TELEVISÃO, ASSIM COMO NOS ESPAÇOS DE REGULAÇÃO DA INTERNET, ASSEGURANDO A PARTICIPAÇÃO ATIVA E CONSTANTE DA SOCIEDADE NO MONITORAMENTO DO CONTEÚDO TRANSMITIDO" (5C);

E para enfrentar ainda menos resistências, eles pretendem doutrinar as crianças na escola!

- "FORMULAR POLÍTICAS PARA CAPACITAR OS PROFISSIONAIS DA COMUNICAÇÃO NA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS NÃO ESTEREOTIPADOS NOS MEIOS, VALORIZANDO AS DIMENSÕES DE GÊNERO E ORIENTAÇÃO SEXUAL" (5B);

- "FOMENTAR A RUPTURA DE ESTEREÓTIPOS DE GÊNERO ATRAVÉS DE MEDIDAS DIRIGIDAS AOS SISTEMAS EDUCATIVOS, AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO E ÀS EMPRESAS"
(2Q, no documento final);

Fonte: http://www.pesquisasedocumentos.com.br/ford_reproductive_health_strategy.pdf

Recebi muitas informações a esse respeito por e-mail e resolvi compilá-las em um documento para que todos possam ler calmamente, imprimir e divulgar amplamente. O documento pode ser baixado aqui.

Que Deus nos livre da maldição do aborto!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Ajude a defender a Igreja! - http://www.defesacatolica.com.br/

domingo, 25 de julho de 2010

Evangelho de Domingo

Saudações queridos leitores!

Segue abaixo o Santo Evangelho desse domingo, dia do Senhor, com comentários de João Paulo II.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas.

Evangelho ( Lc 11, 1-13 (17º Domingo do Tempo Comum))

 1Jesus estava rezando num certo lugar. Quando terminou, um dos seus discípulos pediu-lhe: “Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos”.
2Jesus respondeu: “Quando rezardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. 3Dá-nos a cada dia o pão de que precisamos, 4e perdoa-nos os nossos pecados, pois nós também perdoamos a todos os nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação’” 5E Jesus acrescentou: “Se um de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite e lhe disser: ‘Amigo, empresta-me três pães, 6porque um amigo meu chegou de viagem e nada tenho para lhe oferecer’, 7e se o outro responder lá de dentro: ‘Não me incomodes! Já tranquei a porta, e meus filhos e eu já estamos deitados; não me posso levantar para te dar os pães’; 8eu vos declaro: mesmo que o outro não se levante para dá-los porque é seu amigo, vai levantar-se ao menos por causa da impertinência dele e lhe dará quanto for necessário. 9Portanto, eu vos digo: pedi e recebereis; procurai e encontrareis; batei e vos será aberto. 10Pois quem pede, recebe; quem procura, encontra; e, para quem bate, se abrirá. 11Será que algum de vós, que é pai, se o filho lhe pedir um peixe, lhe dará uma cobra? 12Ou ainda, se pedir um ovo, lhe dará um escorpião? 13Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo aos que o pedirem!”

Palavra da Salvação.

Comentário ao Evangelho do dia feito por João Paulo II, Papa entre 1978 e 2005

Encíclica «Dives in Misericórdia», cap. 8, § 15
(trad. copyright © Libreria Editrice Vaticana) 

«Se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu!»

Quanto mais a consciência humana, vítima da secularização, esquecer o próprio significado da palavra «misericórdia», e quanto mais, afastando-se de Deus, se afastar do mistério da misericórdia, tanto mais a Igreja tem o direito e o dever de apelar «com grande clamor» (Mt 15, 23) para o Deus da misericórdia. Este «grande clamor», elevado até Deus para implorar a Sua misericórdia há-de caracterizar a Igreja do nosso tempo. [...]

O homem contemporâneo interroga-se com profunda ansiedade quanto à solução das terríveis tensões que se acumulam sobre o mundo e se entrecuzam nos caminhos da humanidade. Se algumas vezes o homem não tem a coragem de pronunciar a palavra «misericórdia», ou não lhe encontra equivalente na sua consciência despojada de todo o sentido religioso, ainda se torna mais necessário que a Igreja pronuncie esta palavra, não só em nome próprio, mas também em nome de todos os homens contemporâneos.

É, pois, necessário que tudo o que acabamos de dizer no presente documento sobre a misericórdia se transforme continuamente em fervorosa oração, num clamor a suplicar a misericórdia, segundo as necessidades do homem no mundo contemporâneo. E que este clamor esteja impregnado de toda a verdade sobre a misericórdia que tem expressão tão rica na Sagrada Escritura e na Tradição, e também na autêntica vida de fé de tantas gerações do Povo de Deus. Com este clamor apelamos, como fizeram os Autores sagrados, para o Deus que não pode desprezar nada daquilo que criou (Sab 11, 24), para o Deus que é fiel a Si próprio, à Sua paternidade e ao Seu amor.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Ajude a defender a Igreja! - http://www.defesacatolica.com.br/