quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Suplicy vai dar voz de prisão ao General Raymundo Nonato de Cerqueira Filho?

Saudações queridos leitores!

Ontem na Comissão de Constituição e Justiça ocorreu uma sabatina com o General Raymundo Nonato de Cerqueira Filho, que é candidato a uma vaga no STM (Superior Tribunal Militar).

Na sabatina, o General disse que "a vida militar se reveste de características que podem não se enquadrar em quem tem esse tipo de comportamento". O General disse que não vê problemas na presença de gays se mantiverem a "dignidade e a honra". "Mas não vejo que é compatível com o trabalho nas Forças Armadas", afirmou o General.

Sobre suas declarações, Cerqueira Filho alegou que preferiu ser sincero e expor o que, em sua experiência como General do Exército Brasileiro, constatou. Mesmo com a declaração o nome de Cerqueir Filho foi aprovado por unanimidade para que ele integre o STM.

Pois bem. O valente bastião da democracia no Brasil, o Senador Eduardo Suplicy (PT-SP) quer o General Cerqueira Filho seja chamado novamente à CCJ para dar maiores explicações sobre sua declaração. Suplicy diz que "como a Constituição tem como um de seus fundamentos a dignidade da pessoa humana, sem preconceito de sexo, cor e idade, quero sugerir que possam de novo comparecer à CCJ para expressar que não estão contrariando a Constituição".

Tá aí, concordo com o Senador. Agora, vamos ver se ele vai ser democrata o suficiente para pedir a prisão do General em plena CCJ caso ele conclua que a declaração do General Cerqueira Filho é um desrespeito à Constituição, caracterizando crime de discriminação. Caso Suplicy não faça isso, dará mais uma prova de sua hipocrisia, que, mais que uma característica pessoal, é parte do método de seu partido.

O recém-empossado presidente da OAB, Ophir Cavalcante já emitiu seu parecer, taxando as declarações de discriminatórias. Então, Doutor Ophir, o que está esperando para denunciar o crime e pedir a prisão do General Cerqueira Filho? Cuidado, pois alguém pode invocar e lhe denunciar como cúmplice do General, já que sabe que ele cometeu um crime e não tomou as devidas providências!

Queridos, preparem-se, pois já chegou o tempo em que as opiniões se tornaram crime!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Ajude a defender a Igreja - http://www.defesacatolica.com.br/

3 comentários:

de praxe disse...

Pra variar, o Suplicy assim como sua ex-esposa rainha da parada do orgulho, está fazendo média pra agradar a militância gay, que adora exercer esse patrulhamento de idéias.

Anônimo disse...

Suplicio relaxa e goza, há anos, com o povo brasileiro, em especial com o paulistano.

BEM FEITO BRASIL!!!!

JÁ SE VÊ O FUNDO DO POÇO A OLHO NÚ!

Wagner disse...

mestre!gostaria de sugerir uma ampla discussão acerca da pl 122 que ja foi aprovada na camara dos deputados. essa pl versa sobre crimes praticados contra os homossexuais. abração!