sábado, 19 de abril de 2008

Líder muçulmano proclama que Roma será logo conquistada pelo Islã

Saudações queridos leitores!

Um dos terroristas do Hamas está sonhando alto... acha que o Islã vai derrubar Roma. Fiquem com reportagem da ACI, volto depois.

Líder muçulmano proclama que Roma será logo conquistada pelo Islã.- Conforme informa CatholicNewsAgency.com, Yunis ao-Astal disse aos seus ouvintes o seguinte: "muito em breve, pelo Alá, Roma será conquistada, assim como foi Constantinopla, como foi profetizado por nosso profeta Maomé. Hoje, Roma é a capital dos católicos, ou a capital dos cruzados, que declarou sua hostilidade ao Islã".

Este discurso breve foi transmitido pela cadeia do Hamas, À-a Aqsa TV. Nela Yunis ao-Astal disse que Roma se converterá em "um posto avançado para as conquistas do Islã, que se estenderá na Europa por completo, e logo chegará às América, e inclusive à Europa do Este".

"Alá os escolheu para ele e para a sua religião, para que sirvam como motor que mova a sua nação para a fase de sucessão, segurança e consolidação do poder e inclusive para conquistar mediante o dá'wa e as conquistas militares das capitais do mundo inteiro", prossegue a arenga do membro do Hamas.

Em opinião do Yunis ao-Astal, Roma "plantou os irmãos de símios e porcos na Palestina para acautelar o despertar do Islã". "Acredito que nossos filhos, nossos netos, herdarão a nossa jihad (guerra Santa muçulmana) e os nossos sacrifícios e, pelo Alá, os comandantes de nossa conquista estarão entre eles", acrescentou.

"Hoje, semeamos estas sementes em suas almas e por meio das mecas e os livros do Corão, e a história de nossos profetas, seus companheiros e os grandes líderes, os preparamos para a missão de salvar a humanidade do fogo do inferno a bordo do qual se encontram", continuou.

Segundo FOX News, ao-Astal encorajou em junho de 2007 as mulheres a martirizar-se: "Quando a jihad se converte em um dever individual, também se aplica às mulheres, porque as mulheres não diferem dos homens quando se trata de deveres individuais", disse em uma entrevista em 23 de junho.

Para ver o vídeo do Yunis Ao-Astal, (com subtítulos em inglês) entre em http://www.memritv.org/clip/en/1739.htm

Voltei. Se os muçulmanos não querem mais ter seu nome e sua religião associadas ao terror, à falta de liberdade e a toda ao desenvolvimento atrelado ao petróleo, então que eles condenem essa postura claramente terrorista do clérigo.

Se eles acham que derrubarão a Roma, seja por meio do terror, seja por meio de uma revolução cultural, estão redondamente enganados. E estejam certos de que haverá reações recíprocas a qualquer tentativa, não só por parte da Igreja, mas por parte de todo o Ocidente que ama a liberdade.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Ditatura homossexual chega à Internet

Saudações queridos leitores!

Estamos retornado aos tempos da ditadura. Desde antes de eu ter meu Blog, anuncio a iminência de uma verdadeira ditadura promovida pelas entidades de apoio aos homossexuais. Com a justificativa de proibir a chamada homofobia, estão caçando todos aqueles que falam contra a cultura do homossexualismo. Fiquem com notícia da ACI, volto depois.

Governo brasileiro lança "cruzada" contra blogs que questionam homossexualidade.- LifeSiteNews.com explica que o Google recebeu uma sentença judicial com um dossiê que contém 150 páginas de material "homofóbico" de seu serviço "Orkut", uma rede social de Internet muito popular no Brasil.

O Fiscal Federal Sérgio Suiama propôs um sistema para compartilhar informação de modo que Google lhe dê ao governo acesso para identificar informação de quem viola suas restrições, indica LifeSiteNews.

"Com este acordo, que já foi aceito no Brasil pelo IG, Terra, Click 21, e AOL, Google também acordaria, sob ordem judicial, proporcionar informação que ajudará a descobrir quem seja culpado de crimes", disse Suiama.

Porém, o governo não esperou a ordem, precisa LifeSiteNews. Logo depois de vários anos de advertências ao Google, Yahoo, Microsoft e outras empresas para retirar material "ofensivo" de seus sistemas, a 31º corte estatal ordenou aos fornecedores de serviço de internet proibir o acesso do público a um blog que está no WordPress.com, que segundo a ordem, não cumpre com as restrições do governo.

LifeSiteNews.com indica que o nome do site não será revelado ao público.

Porém, os fornecedores do serviço de Internet do Brasil já indicaram ao governo que para bloquear o acesso a um blog do Wordpress.com, teriam que bloquear todo o sítio, que é o segundo maior site de blogs do mundo e que tem dezenas de milhares destes no Brasil.

"É uma decisão arbitrária", disse o jornalista brasileiro e blogger Paulo Cezar Prado em uma entrevista concedida ao O Globo. "Não acredito que a justiça faça algo tão absurdo como tirar um monte de gente do ar por causa de um só blog", acrescentou.

Por sua parte, o blogger pró-família, Julho Severo, cujo blog foi bloqueado no ano passado pelo Google ao ser acusado de "homofobia", comentou ao LifeSiteNews que "acredito que a administração de Lula está usando exemplos extremos para controlar a crescente influencia dos blogs e outros serviços onde as pessoas podem expressar livremente os seus pontos de vista".

Voltei. Os casos de ódio devem ser realmente punidos. Mas sabemos que por trás dos casos extremos, estão aproveitando para silenciar todos aqueles que divergem da opinião de que a prática homossexual é uma coisa boa. Estão manipulando a Justiça com motivação meramente ideológica. Estão cerceando o direito à liberdade de expressão.

Se a Justiça pretende ser realmente justa, que combatam também as ofensas sofridas pelos grupos majoritários, como a Igreja Católica e os "homens brancos paulistas heterossexuais casados de classe média", que são dois dos grupos mais atacados no Brasil.

Tratamento igual para todos! Já que pretendem combater as ofensas aos grupos no Brasil, que defendam todos os grupos e não apenas uma ou outra minoria!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Novos paramilitares colombianos ameaçam sacerdotes e líderes locais

Saudações queridos leitores!

Saudemos os áulicos da esquerda! Eles nos dão mais uma amostra de seu mundo ideal. Fiquem com notícia de ACI.

Novos paramilitares colombianos ameaçam sacerdotes e líderes locais

.- “Estão aparecendo novas gerações de autodefesas que podem ser mais violentas que as anteriores, já que atualmente brigam pelo controle territorial da saída de drogas que em anos anteriores causaram tantas mortes e violência”, declarou o Prelado para uma rádio local.

Indicou que as ameaças foram enviadas por correio eletrônico e estão assinadas pelo comandante “Camilo Mora” do bloco Norte das “Águias Negras”.

”É um fato que se estão reagrupando os paramilitares, o Presidente (Álvaro Uribe) disse-nos que há necessidade de avançar cada vez mais no caminho de aplicar controles e medidas preventivas”, sustentou.

Voltei. É isso. Nosso mundo só vai ser um lugar melhor quando a esquerda deixar de existir. Não essa ou aquela vertente da esquerda, mas toda ela, até o último bolchevique. Enquanto existir esquerda, existirão episódios como esse, relatado acima.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Morre em Roma cardeal colombiano Alfonso López Trujillo

Saudações queridos leitores!

Luto na Igreja. Falece o Cardeal Alfonso López Trujillo, um dos mais austeros e zelosos cardeais de nossos tempos. Resta-nos rezar por seu descanso eterno. Fiquem com notícia do iG, volto depois.

Morre em Roma cardeal colombiano Alfonso López Trujillo

19/04 - 19:37 - AFP

O cardeal colombiano Alfonso López Trujillo, de 72 anos, presidente do Pontifício Conselho para a Família, morreu neste sábado em Roma de uma infecção pulmonar, informou a clínica romana Pío XI.

López Trujillo, um dos cardeais mais influentes da Igreja Católica, foi internado no início de abril com uma infecção respiratória, ao que parece contraída durante uma viagem à África.

Considerado um dos mais conservadores do Colégio Cardinalício, López Trujillo foi designado cardeal há 25 anos, pelo então Papa João Paulo II, e desde 1990 presidia o Conselho Pontifício para a Família.

Voltei. Lamento por nós o falecimento do Cardeal Trujillo, mas fico feliz porque ele está junto do Pai.

Fiquem com Deus,
Fernando.

Jornalismo a quatro patas - por André Petry

Saudações queridos leitores!

André Petry nos dá mais uma amostra de como escrever um artigo repleto de ranço e distorções com relação à Igreja. É só mais um que malha a Igreja atrás de holofotes, já que sem esse artifício ele dificilmente alcançaria os índices que alcança. Fiquem com o artigo escrito a quatro patas em vermelho, com minhas intervenções em azul.

O papa e os pedófilos

É constrangedor que tenha sido assim, mas era inevitável: a primeira viagem do papa Bento XVI aos Estados Unidos foi uma visita sobre abuso sexual. O papa tocou no assunto antes que seu avião aterrissasse em solo americano, dizendo que se sentia "profundamente envergonhado" pelos casos de padres pedófilos. Depois, numa cerimônia, voltou ao tema, expressando dor e pedindo atenção pastoral redobrada às vítimas. Chegou até a se reunir com cinco pessoas que foram molestadas sexualmente, todas hoje na meia-idade, num encontro sem anúncio prévio, a portas fechadas, e com vítimas escolhidas a dedo.

O André Petry deve sofrer de algum bloqueio mental. É claro que os escândalos, lamentáveis, foram muito destacados pelo Papa e pela cobetura jornalística. Mas dizer que a visita do Santo Padre se resumiu a esse mero aspecto é um reducionismo bocó. Ele ignora propositalmente todos os outros temas abordados, como a liberdade, a guerra do Iraque e a exortação à esperança e à caridade.

Ele também acha que o Papa deveria ser humilhado em sua visita, levando vítimas que ainda destilam ódio (compreensível, mas inaceitável) contra os lastimáveis abusos e que estariam dispostas a colocar o Santo Padre em situações constrangedoras. O contrangimento ajudaria em alguma coisa? Reverteria as terríveis cicatrizes? Não.

Resolveu? Aplacou a ira santa das vítimas? Que nada.

Petry quer humilhar a Igreja. Já não basta as feridas profundas na própria Igreja causadas por esses indignos sacerdotes, ele queria expor a Igreja em praça pública, jogar tomates e atear fogo nela. Do mesmo modo que as pessoas procediam na Idade Média. Mas já passamos desse tempo. Petry age com obscurantismo. Ele é um obscurantista disfarçado de iluminista.

O escândalo de pedofilia nos EUA é uma cicatriz imensa. Começou a vir à tona em 2002. Atingiu quase todas as dioceses do país. Revelou a existência de 5.000 padres pedófilos. Contabilizou mais de 13.000 vítimas. Custou mais de 2 bilhões de dólares em acordos. E o que a Igreja Católica fez para estancar isso tudo? Quase nada.

Que nada! Alguns bispos erraram ao não tomar atitudes mais enérgicas com relação aos sacerdotes que cometeram os abusos. Mas o que André Petry queria é que a Igreja publicasse suas fotos, os jogasse em praça pública e promovesse linchamentos morais. Qualquer outra coisa diferente disso seria insuficiente para ele. Culpar a Igreja pelos erros de alguns, mesmo que sejam representantes do clero é uma generalização perigosa. Nesse aspecto existe um limite tênue entre a generalização desonesta e da crítica verdadeira e necessária. Petry ignora esse limite.

As vítimas americanas, que têm associação nacional para representá-las, querem que a cúpula da Igreja tome providências concretas para evitar que algo parecido volte a acontecer – ou esteja acontecendo. As providências concretas não vieram. Na semana anterior à chegada de Bento XVI aos EUA, o jornal The New York Times noticiou que um casal de Massachusetts entrou com ação contra um padre acusando-o de molestar seus dois meninos. Quando? Em 2005. As vítimas também querem um plano concreto para expurgar os pedófilos da Igreja e punição aos bispos que acobertaram os casos e mantiveram os padres nas paróquias. Até agora, nada disso foi feito.

Se o sacerdote em questão realmente for culpado, que ele pague a justa pena, tanto na Igreja quanto na Justiça. Mas devemos ter em mente o que é uma justa pena. Uma exposição exacerbada, um linchamento moral, são penas justas? Deve-se distinguir entre a justiça e a vingança.

A omissão e a letargia em reconhecer que milhares de padres desgraçaram a vida de milhares de crianças católicas produziram um cortejo de constrangimento ao papa. Em cada cidade, havia uma exposição de fotografias de crianças sexualmente molestadas. Em Washington, em frente a uma igreja, havia sessenta fotos, quinze delas com uma moldura preta, sinalizando que se suicidaram. Em Nova York, uma exposição no Soho fazia a mesma denúncia.

E todos os culpados devem pagar por isso. O que é injusto é jogar tudo isso sobre o Papa, que na época em que os escândalos surgiram, não tinha autoridade para tratar do assunto, visto que ele era responsável por outro setor na Igreja.,

E tudo porque até hoje o Vaticano não mudou o código canônico, no qual consta tudo o que impede um padre de manter-se padre ou virar padre. A saber: homicídio, automutilação, tentativa de homicídio ou auxílio a aborto. Abuso sexual pode? Pode. Pedofilia pode? Pode. Na sexta-feira, quando Bento XVI chegava a Nova York, o Vaticano anunciou que estava pensando em fazer mudanças no código. Pensando.

Eu pergunto: para ser prefeito pode ser pedófilo? Para ser bancário pode ser pedófilo? Não está escrito em lugar algum, mas todos nós sabemos que não pode. Simplesmente porque não se pode ser pedófilo em nossa sociedade. Isso é de entendimento de todos. Se for assim, teremos que estipular milhares, senão milhões de condições para que se possa assumir qualquer cargo em qualquer lugar em nossa sociedade. Não é porque não está escrito que é permitido! Tratar essa possibilidade como entendimento da Igreja acerca da questão é estupidez das grandes.

Talvez isso explique por que boa parte dos 64 milhões de católicos nos EUA tem virado as costas para a Igreja e suas orientações. Uma pesquisa divulgada na semana passada mostrou que 44% dos católicos americanos são contra o aborto e 48% contra o casamento gay. A maioria dos católicos, portanto, ou é a favor do aborto e do casamento gay ou não tem opinião formada.

Seja lá o que explique a frouxidão dos Católicos americanos, é errado. A Igreja não apóia o comportamento desses sacerdotes e sua doutrina independe disso. Se há tantos Católicos que têm essas opiniões diferentes da Igreja, quem está errado são eles, não a Igreja.

Ou os católicos americanos são mais arejados do que a Igreja ou a postura leniente da Igreja com padres pedófilos abriu uma cratera na confiança desses católicos.

O que Petry chama de arejado? Gente que apóie a sodomia e o assassinato de inocentes? Então para ele Hitler devia ser um cara muuuuito arejado, visto que foi o responsável pela perda de milhões de vidas durante a Segunda Guerra Mundial. Os "camaradas" comunistas são pessoas super arejadas, são uns 100 milhões de vidas mais arejados que a Igreja...

Seja o que for, é bom.

Aqui está a síntese do pensamento de André Petry. Ele não quer justiça. Quer apenas o fim da Igreja. Ele não se importa de quantos deverão sofrer para que isso ocorra. Para ele não faz mal que milhares ou milhões sofram por enganos cometidos por alguns, ou até mesmo muitos, em nome da Igreja. Se isso contribuir para um pretenso fim da Igreja, ele achará bom, tratará as vítimas como meros mártires de sua causa, pessoas que sofreram por um bem maior. Se ele tiver a oportunidade de evitar o mal ou deixar que o mal ocorra e a Igreja se dê mal, ele certamente deixará o mal prosperar.

É de dar nojo.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

19 de Abril - Dia de Santo Expedito

Saudações queridos leitores!

Quem nunca apelou para Santo Expedito? Ele, o padroeiro das causas urgentes, um dos santos mais populares e um dos que deve ter mais trabalho no Céu. Fiquem com uma breve hagiografia retirada do site da ACI Digital.


Santo Expedito

(Patrono das Causas Urgentes)

Hoje nossa Igreja comemora o dia de Santo Expedito, Soldado Romano, traja uma capa vermelha e está com o pé em cima de um corvo, ave conhecida pelos atrasos intermináveis. O corvo grita sem fim Cras! Cras!, que significa amanhã e, Santo Expedito que apresenta em uma das mãos, a cruz com a inscrição Hodie, que significa hoje, consegue a pronta solução de algumas questões. Na outra ,mão Santo Expedito carrega uma palma, símbolo do martírio. É conhecido como padroeiro dos militares, dos estudantes, dos viajantes e patrono nas causas urgentes.

A utilização do nome Expedito e o seu significado não é tão certo como a época e local em que o santo morreu, tem várias explicações: A primeira delas é que existiam duas espécies de soldados: o "expeditus" e o "impeditus". O expeditus" recebida essa designação porque carregava um armamento leve e era desembaraçado do encargo ao qual o "impeditus" recebia.

A parte formada pelos "expeditus" podia seguir a frente do exército formando um corpo inteiro na defesa do território. Coincidentemente, Santo Expedito fazia parte desse grupo e o nome "Expeditus" teria se tornado nome próprio. Outra explicação vem da característica frequente dos romanos em apelidar as pessoas, assim, o nome Expedito foi dado devido a um traço de caráter desse santo, que é a presteza e a prontidão no cumprimento de seu dever. Ele era chefe da 12 Legião Romana, sediada em uma das províncias romanas da Armênia. O fato de ter ocupado cargo tão elevado pode ser explicado pela preferência pelos cristãos, dada pelo imperador Dioclesiano para os postos importantes na administração e no exército.

Por ordem de César Galero, o imperador Diocleciano tinha obrigado os oficiais cristãos de seu exército a renunciarem a religião. Muitos oficiais já haviam pago com a vida pela recusa.

Santo Expedito, a exemplo de São Sebastião, que também participou de cargos importantes em outras legiões e que se recusou a renunciar a religião, foi flagelado até derramar sangue e então teve a cabeça decepada.

Acredita-se que Santo Expedito tenha nascido na cidade de Malatia, situada entre Armênia e Capadócia. Segundo a história, a Armêniua foi considerada uma terra de predileção. A Sagrada Escritura conta que foi nas montanhas armênicas do Ararat que a Arca de Noé parou quando as águas do diluvio começaram a baixar. Também foi essa mesma região que recebeu as pregações dos Apóstolos Judas Tadeu, Simão e Batolomeu.

A devoção a memória de Santo Expedito começou em sua pátria, tomando proporção maior e atingindo o Oriente, depois o Ocidente, especialmente a Alemanha. Seu nome espalhou-se pela Itália, Espanha e França. Em 1894, teve um altar dedicado a ele na capela das Religiosas Mínimas com sua estátua.

Santo Expedito, rogai por nós!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Cientistas enxertam células-tronco em coração com infarto

Saudações queridos leitores!

Mais testes com células-tronco adultas. Dessa vez, já em humanos. Isso mostra o potencial do que está sendo literalmente ignorado no Brasil. Fiquem com mais uma reportagem da France Presse (íntegra aqui), volto depois.

Cientistas enxertam células-tronco em coração com infarto

da France Presse, em Miami

Uma equipe de médicos de Miami enxertou células-tronco em um coração de um homem que havia sofrido um infarto, com o objetivo de fortalecer o órgão. É o primeiro caso mundial do gênero, o que poderá significar um avanço significativo nesse tipo de tratamento.

A cirurgia, que foi feita após cinco anos de estudos em animais, foi realizada nesta quinta-feira (17) no Hospital Jackson Memorial de Miami (UM) em um cubano de 56 anos que --junto com grupo de outros 44 pacientes-- será submetido nos próximos meses a uma série de testes de avaliação.

"Trata-se da primeira tentativa de reparar tecido danificado no coração de um paciente com células-tronco extraídas de células ósseas da própria pessoa", afirma Joshua M. Hare, médico cardiologista, chefe da Divisão Cardiovascular da Universidade de Miami.

"Estamos muito, muito otimistas', disse Hare, destacando que se trata de um assunto de enorme transcendência para a medicina por ser "um enorme problema da saúde pública em todo o mundo". Devido aos infartos, "milhões de pessoas possuem tecidos danificados em seu coração", relembrou.

As provas e exames previstos em 45 pacientes, que serão separados em grupos de 15 para que sejam injetadas maior ou menor quantidade de células, ou mesmo placebos, devem proporcionar uma conclusão definitiva em 2009.

"O êxito irá permitir de imediato evitar transplantes de coração, um órgão que apenas 5% dos pacientes que necessitam de um transplante conseguem", acrescentou Hare.

Voltei. Vejam os resultados. O que nos fornece resultados são as células-tronco adultas. Faço um apelo para que não joguem suas fichas no lado errado dessa história.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Cientistas dos EUA tratam Parkinson com células-tronco "reprogramadas"

Saudações queridos leitores!

As pesquisas com células-tronco embrionárias são permitidas em vários países desenvolvidos, mas até agora, não vi nenhum deles publicando resultados semelhantes. Fiquem com reportagem da France Presse (íntegra aqui), volto depois.

Cientistas dos EUA tratam Parkinson com células-tronco "reprogramadas"

da France Presse, em Chicago

A terapia com células-tronco obtidas a partir de células da pele reduziu consideravelmente os sintomas do mal de Parkinson em ratos, de acordo com estudos publicados nesta segunda-feira (7) nos Estados Unidos.

Cientistas do Instituto de Pesquisa Biomédica Whitehead em Cambridge, Massachusetts, utilizaram uma técnica recente para reconstruir células-tronco a partir de células da pele e depois tratarem as cobaias que sofriam dessa doença neurológica degenerativa.

Quando os ratos foram estudados, várias semanas depois do transplante dessas células, os sintomas do mal de Parkinson haviam reduzido consideravelmente, confirmando que as células-tronco "reprogramadas", que fazem as vezes das embrionárias, poderiam substituir neurônios perdidos ou afetados.

"É a primeira demonstração de que as células reprogramadas podem se integrar ao sistema cerebral ou ter um efeito positivo sobre uma doença neurodegenerativa", indicou Marius Wernig, principal autor da pesquisa divulgada na revista científica "PNAS", publicada pela Academia de Ciências dos EUA.

A terapia celular é apresentada como promissora para as enfermidades neurodegenerativas como o mal de Parkinson e o de Alzheimer, já que as células-tronco têm a capacidade de se diferenciar no corpo, substituindo as células mortas ou afetadas pela doença. No entanto, o uso de células-tronco embrionárias gera controvérsia devido às implicações éticas.

No final de 2007, cientistas americanos e japoneses anunciaram haver concebido métodos para reprogramar as células da pele, dando a elas características das células-tronco. As experiências dos pesquisadores do Instituto Whitehead demonstraram pela primeira vez em animais que as células-tronco reprogramadas atuam como se pensava.

Voltei. Eu me sinto um chato tendo que repetir sempre a mesma coisa: os resultados mundo afora mostram que o Brasil está drasticamente perto de jogar todas as suas fichas no lado errado dessa história.

Desconheço resultados semelhantes obtidos com células-tronco embrionárias. E olha que vários países muito mais desenvolvidos que o Brasil já trabalham com elas. Os entusiastas das pesquisas com CTE's passam a falsa esperança que assim que liberarem as pesquisas no Brasil os resultados começarão a surgir em todo lugar, como se aqui fosse um oásis de criatividade. Se em países que já trabalham com isso há tempos não apareceu nada, o que indica que nós, com tecnologia e orçamento inferiores conseguiremos algo tão retumbante assim?

Estão apostando no lado errado...

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Conselho de Saúde manifesta apoio ao uso de células-tronco em pesquisas

Saudações queridos leitores!

O Conselho Nacional de Saúde manifestou apoio às pesquisas com células-tronco embrionárias. Mais uma entidade a fazer pressão sobre o que eu vejo como o maior engano de nosso século. Fiquem com reportagem da Folha Online (íntegra aqui), volto depois.

Conselho de Saúde manifesta apoio ao uso de células-tronco em pesquisas

da Folha Online

O Conselho Nacional de Saúde manifestou nesta quinta-feira (17) seu apoio às pesquisas com células-tronco embrionárias. Durante a reunião do órgão realizada em Brasília, ficou definido que será produzido um documento com a posição do conselho sobre o assunto, a ser enviado ao STF (Supremo Tribunal Federal).

No dia 5 de março, o tribunal interrompeu um julgamento sobre uma ação que pede a exclusão do artigo 5º da Lei de Biossegurança. O artigo permite a utilização em pesquisas de células-tronco embrionárias fertilizadas in vitro e não utilizadas.

Segundo a assessoria de imprensa do ministério da Saúde, na reunião de hoje o conselho manifestou apoio à manutenção do artigo. Dos 39 conselheiros presentes, 38 manifestaram apoio às pesquisas com células-tronco embrionárias. Apenas a representante da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Zilda Arns, votou contra esses testes.

"É a sociedade brasileira, representada em toda sua pluralidade, apoiando a ciência e a esperança de milhares de brasileiros", afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, em nota.

Voltei. Em primeiro lugar, lamento a decisão do Conselho Nacional de Saúde, que se equivoca diante das evidências de que o ramo promissor são as células tronco adultas induzidas. Em segundo lugar, fica a fala do Ministro da Doença, ops, Saúde, que, alguns meses atrás estava execrando uma decisão contrária, dizendo que a ignoraria, pois achava que era manipulada. Mas agora, como a decisão foi favorável a sua ideologia, ele a trata como o saber perene do povo. Lixo!

As pesquisas com células-tronco embrionárias violam o direito à vida que todos temos, independente do estágio. Negar isso é dar abertura para o assassinato indiscriminado, já que sempre haverão pessoas querendo avançar um pouco mais sobre os limites. É um desrespeito total com a vida. Se não protegermos a vida desde seu início, quem garante que ela continuará protegida em suas outras fases?

Repito: estão todos apostando suas fichas no lado errado.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Santo Antônio recebe salário de vereador em PE

Saudações queridos leitores!

Vemos tantos absurdos ocorrendo em nossa política, com tanto dinheiro desviado para tanto lugar e por tanta gente, mas sobra justamente para Santo Antonio, o único inocente nessa história. Fiquem com notícia do Terra (fonte aqui), volto depois.

Santo Antônio recebe salário de vereador em PE


A promotora do município de Igarassu, na Grande Recife, Maria Lizandra Lima, solicitou nesta terça que a Câmara dos Vereadores da cidade suspenda o pagamento do salário vitalício a um vereador e a cópia de todas as resoluções que tratam do benefício, informou em nota divulgada à imprensa. O vereador em questão é Santo Antônio.

A situação teria sido instituída em cumprimento à Carta Régia de 1754, assinada pelo rei de Portugal d. José I, que nomeou o santo vereador e estabeleceu seu salário e, a uma resolução do Legislativo de 1951. Hoje, Santo Antônio estaria recebendo o equivalente a um salário mínimo da Câmara, ou seja, R$ 415,00.

O dinheiro tem sido destinado para o Convento de Santo Antônio e ajuda a sustentar a creche e a escola existentes no local e que atendem 200 crianças carentes.

Em nota divulgada à imprensa, a promotora afirmou que o seu objetivo é analisar a legalidade ou não do fato e, buscar alternativas jurídicas, caso o pagamento seja ilegal, para não deixar as crianças desamparadas.

Na próxima sexta ela se reúne com os vereadores com o objetivo de verificar se é legal o pagamento de um salário ao santo. Porém, o presidente da Câmara, Valdemir Nunes (DEM) se recusou a suspender o pagamento do salário.

Mesmo reconhecendo que a situação é ilegal se for analisada rigorosamente, ele defendeu a prática e a considera "legítima" por fazer parte da tradição de Igarassu.

"A posição da Câmara é de manter a tradição e a cultura do nosso povo. Por isso, não vamos revogar nada. Já pensou o que vão dizer se a gente tirar o dinheiro do santo?", questionou o vereador.

Voltei. Puxa vida, com tanto abuso e desvio cometido por tantos políticos Brasil afora, pegam no pé justamente de Santo Antônio, o único que temos garantia de que não é corrupto? Além do mais, ele ganha tão pouquinho e sempre doa tudo pra caridade... Ah, por favor, vão arrumar o que fazer!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Prefeito de Londres desiste de patrocinar Mundial Gay de Futebol

Saudações queridos leitores!

Existe um mundial gay de futebol? Eu hein... Fiquem com notícia do iG (fonte aqui), volto depois.

Prefeito de Londres desiste de patrocinar Mundial Gay de Futebol


O prefeito de Londres, Ken Livingstone, negou apoio financeiro ao campeonato mundial de futebol gay e lésbico, o IGLFA World Championship, a ser organizado na cidade em agosto deste ano.

Em plena campanha de reeleição, o trabalhista chegou a escrever um artigo de apoio à competição, publicado no site do campeonato. Para ele, o evento ajudaria a tornar Londres em uma das capitais gays do mundo.

Diante da recusa, ativistas do movimento GLBT criticaram o político, mas descartam a possibilidade de mudar a sede do campeonato. Em 2007, a cidade anfitriã foi Buenos Aires, na Argentina. A equipe argentina Los Dogos é a atual campeã do torneio.

Voltei. Haha! Com esse título a Argentina pode ficar, pois não faço questão nenhuma!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Promover matrimônio para garantir a paz, segundo Bento XVI

Saudações queridos leitores!

Bento XVI volta a nos lembrar de que o matrimônio é um ponto central para a paz nas famílias e conseqüentemente para a paz no mundo. Fiquem com trecho de sua análise em ZENIT (íntegra aqui), volto depois.

Promover matrimônio para garantir a paz, segundo Bento XVI

O Papa relaciona a família a temas globais, constata um estudo

MANASSAS, quarta-feira, 16 de abril de 2008 (ZENIT.org).- Uma nova análise mostra o giro incomum que Bento XVI deu ao falar de como acabar com os conflitos globais: a promoção do matrimônio, afirma, é essencial se o mundo deseja alcançar a paz.

«O Papa Bento XVI sobre o Matrimônio: Um Compêndio» foi publicado em inglês pelo Instituto para o Matrimônio e a Política Pública, com sede em Virginia, coincidindo com a visita do Santo Padre aos Estados Unidos.

O estudo revela que nestes três anos de pontificado, em 111 ocasiões o Papa pôs publicamente em relação o matrimônio com temas como os direitos humanos, a paz mundial e o diálogo entre fé e razão.

Maggie Gallagher, presidenta do Instituto para o Matrimônio e a Política Pública, disse: «Várias vezes ele deixou claro que o debate sobre o matrimônio e a família é central, não periférico, para a compreensão da pessoa humana e a defesa de nossa dignidade humana».

A análise sublinha os comentários do Papa em certas ocasiões, como ao receber as credenciais do novo embaixador dos EUA ante a Santa Sé e sua mensagem para o Dia Mundial da Paz deste ano.

Refere-se ao discurso papal de 21 de setembro de 2007, quando Bento XVI disse: «Há quem diga que a razão humana é incapaz de captar a verdade, e portanto de buscar o bem que corresponde à dignidade humana. Há quem acredite que é legítimo destruir a vida humana em seus primeiros ou últimos estágios. Igualmente inquietante é a crescente crise da família, que é o núcleo fundamental da sociedade baseada no vínculo indissolúvel do matrimônio entre um homem e uma mulher».

Voltei. Esse é um raciocínio simples mas essencial. A rigidez na formação e manutenção da estrutura familiar tradicional permite que combatamos em nosso ambiente mais íntimo a tolerância a desvios de valores e à introdução de aspectos estranhos a esses mesmos valores. Com essa resistência a valores estranhos aprendida já no berço familiar, fica mais difícil que aspectos morais distorcidos e perigosos penetrem e frutifiquem em meio à sociedade.

Quando se começa a tratar o rompimento dos valores como algo normal e aceitável, cria-se uma falha no senso de moral das pessoas que faz com que elas sejam mais permissivas com desvios e abusos. Outro aspecto muito exaltado na cultura dos divórcios é o individualismo, que é exercido de maneira total e exacerbada em muitos casos, pois as pessoas já perderam a noção de se dedicar ao próximo.

Quando esses dois aspectos, que são alimentados pela cultura do divórcio se chocam, acabam promovendo conflitos dos mais variados. É claro que isso não é a causa única para conflitos e desavenças, mas é um fator contribuinte e, como todo fator, deve ser combatido.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Liberdade: dom e responsabilidade

Saudações queridos leitores!

Todos nós amamos a liberdade? Claramente sim. Mas há uma diferença entre os que amam a liberdade própria e os que amam a liberdade de todos. Os católicos estão no segundo grupo. Tanto é que para que uma conversão seja autêntica, ela deve ser um ato exercido em plena liberdade. O Santo Padre lembrou isso a todos nós em Washington. Fiquem com notícia de ZENIT (íntegra aqui), volto depois.

Liberdade: dom e responsabilidade, diz Papa

Bento XVI diz que a liberdade deve ser apoiada para a causa do bem WASHINGTON, D.C., quarta-feira, 16 de abril de 2008 (ZENIT.org).- A liberdade é um desafio para cada nova geração e deve ser constantemente apoiada para a causa do bem, disse Bento XVI.

O Papa afirmou isso hoje, na Casa Branca, no primeiro dia de sua viagem aos Estados Unidos. Ele foi recebido pelo presidente George W. Bush e sua esposa, Laura, e aproximadamente 9.000 convidados, para uma cerimônia oficial de recepção.

O Santo Padre disse, «estou feliz por estar aqui como um convidado de todos os americanos. E venho como amigo, um pregador do Evangelho e com grande respeito por esta vasta sociedade pluralista. Os católicos americanos fizeram, e continuam a fazer, uma excelente contribuição para a vida em seu país. Como eu comecei minha visita, eu acredito que minha presença será uma fonte de renovação e esperança para a Igreja nos Estados Unidos, e reforço na resolução dos católicos a contribuírem sempre mais responsavelmente para a vida desta nação, da qual eles são orgulhosos de ser cidadãos».

Como era esperado, durante uma visita a um país conhecido como «terra da liberdade», o pontífice focou grande parte de seu pronunciamento público sobre o tema da liberdade.

Voltei. A liberdade é um valor essencial, inerente ao cristianismo e ao ocidente. O amor pela liberdade é uma das coisas que nos diferencia dos outros. Mas essa liberdade também é terreno fértil para a propagação do erro, o que nos obriga a sermos sempre vigilantes e nos leva a estarmos dispostos a constantemente lutar contra toda sorte de mal que surge em nosso meio.

Uma atitude só tem seu total valor se é tomada como um ato exercido em plena liberdade. Atitudes que são tomadas por meio de coação ou qualquer outro modo que não seja livre, não representam o real desejo, são apenas um modo de se prender e sujeitar o próximo.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Bento XVI e Bush discutem sobre Iraque e Imigração

Saudações queridos leitores!

Não gostava de Bush, mas hoje em dia tenho uma menor rejeição por seu modo de fazer política. Apesar de discordar em muito de seu modo de governar, hoje consigo ver o que ele faz de bom na política mundial e doméstica. Mas isso não importa. Minha opinião é irrelevante, já que não sou cidadão americano e não voto por lá.

Pois bem, Bush e o Santo Padre discutiram hoje em Washington sobre temas delicados, a guerra do Iraque e os imigrantes. Fiquem com um trecho de ZENIT (íntegra aqui), volto depois.

Bento XVI e Bush discutem sobre Iraque e Imigração

Também dedicam «um tempo considerável» ao Oriente Médio

WASHINGTON, 16 de abril de 2008 (ZENIT.org).- Quando Bento XVI e o presidente americano George Bush sentaram-se para conversar em privado no Salão Oval hoje, suas atenções se voltaram para um leque de assuntos, desde o Iraque à imigração.

O Papa visitou a Casa Banca nesta manhã em seu primeiro dia completo, dos cinco dias em que estará visitando os Estados Unidos. Bush deu as boas-vindas com uma festa de 9.000 convidados e um enorme bolo amarelo em celebração de seus 81 anos de vida.

O presidente falou ao Santo Padre sobre a imagem da América que o Papa verá durante sua jornada apostólica.

«Aqui, na América, o senhor encontrará uma nação de orantes. Cada dia, milhões de nossos cidadãos se aproximam de nosso Criador de joelhos, buscando sua graça e agradecendo pelas muitas bênçãos que Ele nos concede. Milhões de norte-americanos rezaram por sua visita, e milhões buscam orar com o senhor esta semana.»

E continuou: «Aqui na América o senhor encontrará uma nação que dá as boas-vindas ao papel da fé na praça pública. Quando nossos fundadores declararam a independência de nossa nação, eles lançaram sua causa no apelo às ‘leis da natureza, e do Deus da natureza’. Acreditamos na liberdade religiosa. Acreditamos também que um amor pela liberdade e uma lei moral comum são escritas em cada coração humano, e que estes constituem o firme fundamento no qual cada sociedade livre bem sucedida deve ser construída».

O presidente disse que a América é uma nação moderna, «guiada pelas verdades eternas e ancestrais». E a chamou de uma das nações mais religiosas da terra.

«Esta é uma das maiores forças de nosso país e uma das razões de que nossa terra mantenha a esperança e a oportunidade para milhões de pessoas por todo o mundo», continuou Bush. «Acima de tudo, Santo Padre, o senhor encontrará na América pessoas cujos corações estão abertos para sua mensagem de esperança. E a América e o mundo precisam desta mensagem.»

Bento XVI mencionou o relacionamento entre fé e o estado secular na América, quando ele falou com jornalistas no caminho para os Estados Unidos na terça-feira. Ele elogiou o modelo americano deste relacionamento e sugeriu que seja algo que a Europa deva imitar.

Dignidade e vida

Depois, pela manhã, os dois líderes se retiraram no Salão Oval para uma conversa privada. Um pronunciamento conjunto relatou que o presidente agradeceu ao Papa por seu desejo de visitar o «Ground Zero», onde o World Trade Center se encontrava antes dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

A declaração disse que o Papa e Bush discutiram sobre vários tópicos: o respeito à dignidade da pessoa humana; a defesa e promoção da vida, matrimônio e família; a educação das gerações futuras; direitos humanos e liberdade religiosa; desenvolvimento sustentável e a luta contra a pobreza e pandemias, especialmente na África.

«Ambos reafirmaram sua total rejeição do terrorismo, assim como da manipulação da religião para justificar atos imorais e violentos contra inocentes. Falaram da necessidade de confrontar o terrorismo com meios apropriados que respeitem a pessoa humana e seus direitos.»

Entre suas preocupações mútuas estava o tema do Oriente Médio. «O Santo Padre e o presidente dedicaram um tempo considerável às suas discussões sobre o Oriente Médio, em particular sobre a resolução do conflito Israel-Palestina, em linha com a visão dos dois estados viverem lado a lado em paz e segurança; seu apoio mútuo para a soberania e independência do Líbano; e suas preocupações comuns sobre a situação no Iraque e particularmente o estado precário das comunidades cristãs lá e em toda a região. O Santo Padre e o presidente expressaram esperança de pôr um fim à violência e de uma rápida e compreensiva solução para a crise que aflige a região».

Voltei. A invasão ao Iraque não deveria ter acontecido da forma que aconteceu, mas já foi. Abandonar o país agora não vai melhorar as coisas, só vai fazer surgir um terreno imenso para toda sorte de organizações terroristas se estabelecer para que planejem e cometam mais atentados. Só os humanistóides de miolo mole é que acham que os Estados Unidos devem se retirar imediatamente do Iraque. Se os Estados Unidos fizerem isso, as conseqüências seriam piores do que se lançassem uma bomba e transformassem o país em um buraco.

A saída para o país é uma administração mais humana possível nesse pós-guerra, eliminando ao máximo os elementos que ameaçam tanto iraquianos quanto os outros povos do mundo para que o país volte o quanto antes ao pleno controle.

Apesar de Bush não ser contrário à pena de morte (discordo da pena de morte como é aplicada no mundo hoje, apesar de não discordar totalmente da punição capital), ele não é partidário da cultura da morte. Tanto ele quanto o Papa têm as mesmas opiniões sobre as pesquisas com células tronco embrionárias, aborto e união entre pessoas do mesmo sexo. Isso é um alívio, pois, uma pessoa com seu poder de influência consegue manter um nível de moralidade um pouco maior no nosso mundo.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Conselho da Europa exige despenalizar o aborto em todos seus países membros

Saudações queridos leitores!

Os custos para ser um país "integrado" na Europa são caros. Agora começam a exigir vidas inocentes em troca da permanência nesse grupo. Fiquem com reportagem da ACI, volto depois.

Conselho da Europa exige despenalizar o aborto em todos seus países membros

.- A Assembléia Parlamentária do Conselho da Europa aprovou uma resolução em que exige aos 47 estados pertencentes a esta instituição "despenalizar o aborto se não o tiverem feito ainda", garantir o mal chamado "direito" a este infanticídio e levantar as restrições para esta prática anti-vida.

Conforme informa EFE, a resolução foi passada por 102 votos a favor, 69 em contra e 69 abstenções. Nela se exige também respeitar "a autonomia de eleição da mulher" lhe oferecendo "as condições de eleição livre e clara", para que possa aceder a um "aborto sem riscos" e a melhora da anticoncepção.

A resolução também precisa que o aborto "não deve ser proibido", já que fazê-lo não significa que vão se praticar menos abortos.

A apresentadora do relatório "Acesso a um aborto sem risco e legal na Europa", a legisladora socialista austríaca Gisela Wurm, assinalou que o objetivo da resolução é que "a sociedade proteja às mulheres que não desejam finalizar sua gravidez".

Por sua vez a holandesa Christine McCafferty, assinalou que em seu país "o aborto legal permitiu ter a taxa mais baixa do mundo" de abortos voluntários.

De outro lado o parlamentar maltês Leio Brincat, assinalou que "é impossível legalizar o aborto" em Malta e que os socialistas de seu país são contrários a que se pratique.

Voltei. É incrível como os socialistas e as esquerdas em geral infestam a política mundial. Enquanto em alguns países a esquerda desaparece, como a Itália, em outros, ela continua incrustada, espalhando sua cultura da morte para além de seus territórios. Isso acontece porque os opositores das esquerdas são lerdos. As oposições acham que ainda podem haver pessoas com boas intenções nas esquerdas. Se o há, não são verdadeiros esquerdistas.

A holandesa ainda se vangloria de ter a menor taxa de abortos do mundo, mesmo com o procedimento legalizado. Quero ver se os pobres fetos holandeses se vangloriam de poder ser assassinados sob o amparo do Estado.

Incrível como as opiniões dos fetos são solenemente ignoradas nesse caso e agora, para qualquer país que queira se integrar, terá que pagar a entrada com sangue inocente.

Que Deus nos livre da maldição do aborto!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Norte-americanos desejam feliz aniversário ao Papa

Saudações queridos leitores!

Tive problemas no acesso à internet essa noite e não pude publicar uma análise do discurso de Bento XVI na Catedral de Washington. Assim que conseguir uma transcrição do discurso, comentarei. Enquanto isso, vamos ver como foi a recepção e a comemoração do aniversário do Santo Padre nos Estados Unidos. Por ZENIT, íntegra aqui.

Norte-americanos desejam feliz aniversário ao Papa

Bento XVI celebra 81 anos durante viagem aos EUA

Por Carrie Gress e Kathleen Naab

WASHINGTON, D.C., quarta-feira, 16 de abril de 2008 (ZENIT.org).- Ao deixar a residência do núncio apostólico nos EUA esta manhã, na capital norte-americana, onde se hospeda, Bento XVI recebeu um feliz aniversário especial, em alemão, de um grupo de crianças que o aguardavam.

O Papa fazia a primeira aparição pública em seu primeiro dia completo de atividades nos Estados Unidos, data que coincide com seu aniversário de 81 anos. Da residência do núncio, o Santo Padre seguiu para a Casa Branca, para a cerimônia oficial de recepção.

O presidente George W. Bush estava pronto para recebê-lo. Milhares de convidados se reuniram no jardim sul da Casa Branca para a festividade. O céu azul e o sol contribuíram para o clima agradável, e os ventos que ontem açoitaram a chegada do pontífice à Base Andrews hoje já tinham acalmado.

«Hoje é seu aniversário», disse Bush ao Papa. «Aniversários são geralmente celebrados com os amigos mais próximos. Então toda a nossa nação se sente honrada por sua decisão de passar este dia conosco».

No evento, apresentou-se a soprano Kathleen Battle, cantando Our Father, e houve uma salva de tiros. A banda dos fuzileiros navais tocou o hino nacional do país. Por sua vez, a multidão fez ecoar um grande «Happy Birthday», cantado duas vezes.

«Deus abençoe a América», disse o Papa.

Voltei. Muitos devem estar se perguntando porque coloquei uma foto do Santo Padre enquanto ainda era cardeal em um momento que desfrutava de um grande caneco de cerveja. Apesar de eu não beber, sei que a bebida alcoólica é moralmente neutra e quem a condena simplesmente por condenar está praticando um ato de mero puritanismo que nada tem de católico.

Viva o Papa! Feliz aniversário natalício para Bento XVI! Abaixo o falso puritanismo!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Enquete no ar

Saudações queridos leitores!

Com a intenção de prestar sempre os melhores serviços aos leitores do Blog, criei uma enquete para saber de seus desejos. Está aí ao lado. Votem e digam o que vocês gostariam de ver no Blog do Fernando, pois esse blog é feito para vocês, queridos leitores.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Bento XVI: pedófilos não podem ser sacerdotes

Saudações queridos leitores!

E para quem disse que o Papa não dá a devida atenção ao assunto dos abusos de pedófilos travestidos de padres, deixo a declaração do Santo Padre no vôo rumo a Washington, por ZENIT (íntegra aqui).

Bento XVI: pedófilos não podem ser sacerdotes

Declarações no vôo rumo a Washington

A BORDO DO VÔO PAPAL, terça-feira, 15 de abril de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI confirmou que fará «todo o possível» para que não se repitam os casos de sacerdotes pedófilos, os quais feriram a Igreja Católica nos Estados Unidos.

«Os pedófilos serão totalmente excluídos do sacerdócio», assegurou o Papa em uma coletiva de imprensa com os 70 jornalistas que o acompanhavam no Boeing 777 de Alitália, o «Shepherd One», para Washington.

«Nós nos envergonhamos profundamente e faremos todo o possível para que isso não se repita no futuro.»

O Santo Padre assegurou que a Igreja procurará selecionar os candidatos ao sacerdócio «de maneira que só as pessoas verdadeiramente íntegras possam ser admitidas».

«É mais importante ter bons sacerdotes que ter muitos sacerdotes», sublinhou.

«Quando leio as histórias dessas vítimas, para mim é difícil compreender como foi possível que os sacerdotes tenham traído dessa forma sua missão de dar o amor de Deus a essas crianças.»

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Papa chega a Washington e reconhece modelo positivo de laicidade americana

Saudações queridos leitores!

O Papa já está em solo americano e ZENIT nos traz as últimas novidades. Confiram abaixo a reportagem. Íntegra aqui.

Papa chega a Washington e reconhece modelo positivo de laicidade americana

O presidente Bush lhe dá boas-vindas sem precedentes

WASHINGTON, terça-feira, 15 de abril de 2008 (ZENIT.org).- Bento XVI, que recebeu uma acolhida sem precedentes nos Estados Unidos por parte do presidente George W. Bush, reconheceu o modelo positivo de laicidade que o país oferece.

Bush, acompanhado de sua esposa Laura e de uma de suas filhas, foi pela primeira vez receber um chefe de Estado ao aterrissar no aeroporto, segundo havia anunciado dias antes, pelo respeito que tem pelo Papa.

O Boeing 777 da companhia Alitalia, o «Shepherd One», aterrissou na base aérea Andrews, ao redor das 16h, hora local, às 22h de Roma.

Pouco antes, a bordo do avião, o Santo Padre, respondendo a perguntas dos jornalistas, havia explicado que a relação entre laicidade do Estado e fé nos Estados Unidos é um modelo «fundamental», que deverá ser imitado também na Europa. O bispo de Roma elogiou «o conceito positivo de liberdade» que se dá nesse país, pois nasce para dar «autenticidade e liberdade» à fé.

A cerimônia de boas-vindas foi simples, sem discursos, pois estes acontecerão na quarta-feira de manhã, quando Bush receberá Bento XVI na Casa Branca, no dia em que completará 81 anos.

Entre as personalidades que deram as boas-vindas ao Papa se encontrava o cardeal Francis E. George, presidente da Conferência Episcopal dos Estados Unidos; o arcebispo de Washington, Dom Donald William Wuerl; assim como a nova embaixadora dos Estados Unidos ante o Vaticano, Mary Ann Glendon.

A peregrinação apostólica do Papa aos Estados Unidos, que culminará em 20 de abril, dia em que visitará Washington e Nova York, e nesta cidade a sede das Nações Unidas, tem como lema «Cristo é nossa esperança».

Após a cerimônia de boas-vindas, o Papa se transferiu de carro do aeroporto militar à nunciatura apostólica de Washington, onde se hospeda durante sua permanência na capital.

Começará a jornada da quarta-feira agradecendo a Deus por seus 81 anos, em uma missa privada na capela da nunciatura.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

O Papa e os abusos de parte do clero americano.

Saudações queridos leitores.

Temos comunistas disfarçados de padres. Os Estados Unidos tinham pedófilos disfarçados de padres. Eles fizeram bem, defenestraram (e continuam defenestrando) os pedófilos, mesmo que tenham demorado a começar a agir. Nós acariciamos os nossos comunistas. A situação da Igreja nos Estados Unidos é melhor que no Brasil. Melhor porque eles sabem resolver os problemas. Nós não sabemos.

A BBC publicou uma reportagem sobre os abusos de parte do clero americano, assunto que certamente será comentado por Bento XVI. Pra variar, dá pra sentir de longe o ranço de vingança na primeira parte da entrevista. Fiquem com os piores trechos comentados por mim. A íntegra você pode ler aqui.

Para Bárbara Blaine, presidente e fundadora da Rede de Sobreviventes das Vítimas de Abuso cometidos por Padres (Snap, na sigla em inglês), Bento XVI precisa oferecer mais do que apenas um pedido de perdão para as vítimas.

"Já passamos muito do ponto em que palavras pomposas ou mesmo um perdão sincero representariam algo para o nosso movimento. O que queremos é uma ação decisiva por parte do Santo Padre, e esperamos que sua visita possa estimulá-lo a tomar uma atitude", disse Barbara.

Barbara Blaine não quer o perdão. Ela quer vingança. Que os molestadores paguem o que eles devem, tanto para a Igreja quanto para a sociedade. Vejam abaixo o que ela deseja.

"É preciso que ele enquadre pessoas que exerceram posições de poder, mas que acobertaram as identidades dos predadores. E também defendemos que os bispos em todo o mundo revelem as identidades dos predadores, para que pais e empregadores possam ficar alertas".

Isso não pode e não deve ser feito, apesar do tamanho do crime cometido por esses sacerdotes, expô-los dessa maneira promoveria um linchamento ideológico, destruindo essas pessoas, impossibilitando sua reabilitação. Leis existem para ser cumpridas, quem não as cumpre, paga a justa pena.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Impressões da cobertuda da imprensa sobre a visita do Papa

Saudações queridos leitores!

Como devem saber, hoje inicia-se a visita do Santo Padre aos Estados Unidos. Essa visita será histórica e tenho a esperança de que muitos frutos surgirão de lá. Mas como sempre algumas coisas são distorcidas durante a cobertura da imprensa. O portal Terra publicou uma matéria do The New York Times sobre a visita. A matéria é mediana, mas conta com algumas distorções de praxe. Fiquem com os trechos da matéria em vermelho (íntegra aqui).

A reputação que ele desenvolveu ao longo dos anos é a de um homem duro quanto à doutrina, inimigo da homossexualidade e do aborto e defensor do catolicismo como a verdadeira fé - posições ocasionalmente difíceis de afirmar em um país diversificado como os Estados Unidos. E a reputação de Bento XVI, concordam seus críticos e admiradores, é bem merecida.

Não há nada de surpreendente nessas posições destacadas pela reportagem. Eram as mesmas posições de João Paulo II e de todos os seus antecessores. Colocar as afirmativas dessa maneira faz pensar que antes de Bento XVI a Igreja era complacente com esses comportamentos.

Nada disso implica que Bento XVI, que completará 81 anos na quarta-feira seja um homem centrista, indeciso. Em suas mais de duas décadas como braço direito do papa João Paulo 2° quanto a questões de defesa da fé, ele propeliu as escolhas da Igreja sobre os princípios centrais do catolicismo, contendo o que via como liberalização excessiva promovida pela geração anterior e propondo uma identidade católica forte e abertamente conservadora.

O que o Papa fez nada mais é do que dar uma ênfase maior a um lado da Igreja que foi muito abalado com os abusos ocorridos no clero durante as últimas décadas. Estamos passando por um período intermediário, onde os padres que procuraram o seminário como se fosse uma forma chique de protestar, estão acuados, desorientados pelos duros golpes que Bento XVI desfere contra as suas heresias. Notem aqui uma coisa que raramente vemos na imprensa brasileira: o termo conservados não é usado em sentido pejorativo.

Em seus três anos como papa, ele expôs claramente os seus princípios em duas encíclicas, uma sobre o amor e a outra sobre a esperança. Também procurou se aproximar mais da ala tradicionalista da Igreja ao relaxar as restrições à celebração da missa em latim.

Aqui está uma bobeira que os repórteres sempre cometem. O que foi flexibilizado não foram as celebrações em Latim, mas sim as celebrações do Rito Tridentino. O Rito Novo, que é o que assistimos todo domingo também deve ser celebrado em Latim, mas infelizmente é celebrado somente em vernáculo por um abuso de uma exceção da norma.

Em termos mais amplos, ele ordenou medidas de repressão à homossexualidade nos seminários, e forçou a aposentadoria do líder dos Legionários de Cristo, uma ordem conservadora de sacerdotes, depois de uma longa investigação de escândalos sexuais.

Aqui já vemos a coisa começando a desandar. O afastamento do Padre Marcial Marciel, LC, falecido recentemente não foi forçada. Foi uma recomendação da Santa Sé, devido a sua idade muito avançada e ao stress que as acusações, nunca provadas, lhe causavam.

Os católicos de inclinações mais liberais, entre os quais muitos norte-americanos, podem descobrir que falta lugar para eles nesse rebanho.

Lugar para eles existe sim. Na Igreja existe lugar para todos no mundo. O que não tem lugar são suas doutrinas malucas e contrárias à Igreja. Isso não tem lugar mesmo.

Sinto que o The New York Times foi bonzinho com o Papa. O Santo Padre não encontrou uma cobertura tão séria quando esteve no Brasil. Acompanhemos a visita e rezemos pelos seus frutos.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

NOTA DE FALECIMENTO DE DOM ESTÊVÃO BETTENCOURT

Saudações queridos leitores!

A Nota de Falecimento de Dom Estêvão:

FACULDADE DE SÃO BENTO DO RIO DE JANEIRO

Rua D. Gerardo, 68 – Centro – Rio de Janeiro – RJ
Telefone/fax: (21) 2206-8100 – Ramal 8281/8310
Home page: www.faculdadesaobento.org.br

Rio de Janeiro, 14 de abril de 2008

Aos professores, alunos, formadores e auxiliares

Ocorreu hoje, pela manhã, o falecimento do nosso confrade D. Estêvão Tavares Bettencourt, cuja vida foi totalmente dedicada ao serviço da Igreja. Esteve por longos anos como professor da nossa Faculdade, onde lecionou as mais variadas disciplinas. No campo acadêmico desenvolveu inúmeros trabalhos na Universidade Santa Úrsula, Seminário São José e também junto a Escola “Mater Ecclesiae”. Publicou muitos trabalhos a nível catequético e pastoral, com especial destaque pela Revista “Pergunte e Responderemos”, por ele fundada. Procurou comunicar sempre aos seus leitores o amor à Igreja, assim como a paixão pelas verdades cristãs mais sentidas, ou às vezes mais contestadas, pelo homem do terceiro milênio: a defesa e o amor pela vida. Homem de fé, dedicou-se sempre ao anúncio da palavra de Deus, pela pregação, pelos artigos e pelos livros escritos. Irmão e amigo, sabia ouvir e aconselhar com o dom do discernimento e à luz de um profundo amor à Igreja. Sabia com devoção inflamar a todos com suas palavras, e que manifestavam seu amor a Jesus Cristo, seu zelo pelo Reino de Deus e a sua particular confiança em Nossa Senhora.

Nos últimos tempos a sua saúde estava enfraquecida, mas mesmo assim, era assídua a sua presença na Santa Missa e nos Ofícios Divinos, dando-nos exemplo de virtude e santidade. Aos 87 anos de idade, Deus chamou esse servo bom e fiel para receber o prêmio de sua dedicação. Nestes tempos difíceis da história, certamente há de interceder por nós, manifestando ainda mais seu zelo e solicitude.

Possamos invocar da misericórdia divina a merecida paz em Cristo, pelos seus compromissos como sacerdote zeloso, monge sábio e servidor fiel da Igreja. O seu sepultamento será hoje, no claustro do mosteiro, após a Celebração das Exéquias, na Igreja Abacial, que terá início às 16 horas. Para que todos possam participar deste momento de reverência e oração, comunico que encerraremos as nossas atividades às 15h50min.

Muito fraternalmente,

D. Anselmo Chagas de Paiva, OSB

Diretor

Fonte: http://www.faculdadesaobento.org.br/Falecimento_Dom_Estevao.htm

Fiquem com Deus,
Fernando.

Falece Dom Estêvão Bettencourt

Saudações queridos leitores!

Dom Estêvão já não se encontra mais entre nós. Hoje, às 6 da manhã, sua alma partiu para o descanso eterno, certamente recebido com imensa alegria por todos os anjos e santos de Deus, especialmente pelo Patriarca São Bento.

Enquanto a Igreja Militante sente profundamente sua ida, a Igreja Triunfante recebe seu filho de braços abertos.

A Santa Missa e o enterro serão às 16h no claustro do Mosteiro de São Bento. Endereço: Rua Dom Gerardo, 68 - Centro - Rio de Janeiro - RJ.


Fiquem com Deus,
Fernando.

domingo, 13 de abril de 2008

Evangelho de Domingo - 4º Domingo da Páscoa

Saudações queridos leitores!

Segue abaixo o Santo Evangelho desse domingo, dia do Senhor, com comentários de Teodoro de Mopsuesto.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João.

Evangelho (Jo 10, 1-10 (4º Domingo da Páscoa))

1Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que não entra pela porta no recinto das ovelhas, mas sobe por outro lado, esse é ladrão e salteador. 2Mas aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas. 3É a esse que o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as suas ovelhas pelos nomes e leva-as para fora. 4Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, põe-se a caminho à sua frente e as ovelhas seguem-no, porque lhe conhecem a voz. 5A um estranho, porém, não o seguirão, mas hão-de fugir dele, porque não conhecem a voz dos estranhos.

6Tal foi o paralelo que Jesus lhes expôs. Eles, porém, não entenderam o que lhes estava a dizer.
7Jesus continuou: Em verdade, em verdade vos digo: Eu sou a porta das ovelhas. 8Todos quantos vieram antes de Mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os escutaram. 9Eu sou a porta. Se alguém entrar por Mim, estará salvo; há-de entrar e sair, e achará pastagem. 10O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir. Eu vim para terem a vida e a terem abundantemente.

Palavra da Salvação.

Comentário ao Evangelho do dia feito por:

Teodoro de Mopsuesto (? - 428), bispo de Mopsuesto na Cilícia e teólogo

Comentário de S. João

"O que entra pela porta é o pastor das ovelhas. O porteiro abre-lhe e as ovelhas escutam a sua voz" O porteiro deste redil é o bem-aventurado Moisés, que o estabeleceu sobre os preceitos da Lei para permitir que os que vivem de acordo com essas normas vivam nesse redil com toda a segurança. O pastor [...] conduz os homens como ovelhas às pastagens da boa doutrina, dando-lhes a conhecer o alimento da palavra, aquele com que devem alimentar-se primeiro, e aquele com que devem alimentar-se em seguida. Dá-lhes a conhecer o sentido profundo destas palavras, mostrando-lhes como se devem entender as Escrituras, bem como as doutrinas das quais devem afastar-se, doutrinas essas que talvez outros lhes ensinem, enganando-os, com vista à perda das ovelhas. [...]

«Investiguemos, pois – diz o Senhor aos fariseus – se sois vós ou Eu quem toma a entrada prescrita pela Lei, quem cumpre com zelo os preceitos da Lei, a quem Moisés, o porteiro do redil, abre realmente a porta, a quem ele concede louvores e honras com base nas obras que pratica, que ele declara ser o verdadeiro pastor. Se, no seu livro, Moisés elogia aquele que cumpre os preceitos da Lei, é certo que o cumprimento desses preceitos não se encontra em vós, mas em Mim. [...]

«Sem nada fazerdes que seja útil às ovelhas, vós apenas procurais o que vos é vantajoso. É por isso que não tendes qualquer autoridade para acusar seja quem for. [...] Por Mim, é com direito e justiça que sou chamado pastor, porque comecei por observar a Lei com cuidado; depois, tomei a porta prescrita pela Lei, que Me foi apontada pelo próprio porteiro; e por fim cumpri zelosamente tudo quanto tem de ser feito para o bem das ovelhas.»

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.