sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Padres traem a Igreja e pretendem divulgar manifesto pró-Marta

Saudações queridos leitores!

Um ato de traição contra a Igreja está sendo premeditado. De acordo com uma reportagem do Estadão, um grupo de padres da Região Episcopal de Belém se reuniu com a coordenação da campanha de Marta Suplicy para elaborar um manifesto em apoio à petista abortista e pró-sodomia.

Esse ato de traição já tem até nome: "Carta aos Cristãos". É lamentável ver que há sacerdotes na Igreja Católica que demonstram afinidade com tudo o que há de mais anti-católico nesse mundo. Esses indignos traidores de batina não hesitam em apoiar o inimigo da Igreja que eles juraram zelar. O articulador dessa monstruosidade é Gilberto Carvalho, ex-seminarista (ao menos esse não foi contaminar o clero por dentro) e um dos homens fortes de Lula, o apedeuta-mor.

Os padres traidores tentarão argumentar que a petista cheia de botox sempre seguiu os princípios da fraternidade e da solidariedade em seu governo. Mas certamente não mencionarão que ela também defende o assassinato de bebês inocentes, a sodomia homossexual e que sempre se manifestou de forma agressiva contra a Igreja.

Essa iniciativa é escandalosa e a Arquidiocese, principalmente Dom Odilo e o Bispo Auxiliar da Região Episcopal de Belém não podem deixar de maneira alguma que um ataque tão vil parta dos próprios sacerdotes que deveriam defender a Igreja!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: