segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Católicas defendem o aborto?

Saudações queridos leitores!

Vivemos uma crise moral. E grande parte da pouca moral que nos resta é torta. Surpreende-me muito o resultado de uma pesquisa feita no Brasil onde dizem que 72% das mulheres católicas são favoráveis ao aborto de fetos anencéfalos. Em reportagem ao Estadão, Dulce Xavier, líder de uma organização abortista que se diz católica apenas para ludibriar os incautos, diz que isso mostra que as mulheres católicas pensam diferente da cúpula da Igreja. Ela usa esse termo para tentar criar uma dicotomia entre o ensinamento bimilenar da Igreja e as ideologias nefastas que se alastram pelo mundo hoje em dia. Isso não é questão de pensar diferente da cúpula da Igreja, mas é questão de se pensar diferente do que foi ensinado nesses últimos dois mil anos!

Pouco importa a opinião das pessoas nessa questão. A vida é um valor inegociável. Sempre foi e sempre será. Pesquisas como essa não exercem pressão alguma sobre a Igreja e sobre as pessoas que pensam na vida, mas apenas servem para agregar ao lobby de assassinos que em sua ânsia na luta por "direitos", acabam privando os mais inocentes de nosso meio do direito mais essencial, necessário para o exercício de todos os outros direitos, o direito à vida.

Não sejamos tolos, essas organizações não são apenas favoráveis ao aborto de anencéfalos, mas sim ao aborto de qualquer criança, sem qualquer restrição. Para eles, pouco importam os anencéfalos, eles são apenas uma etapa para que estes alcancem seus objetivos nefastaos. Não existe fundamento nas alegações que esses grupos fazem para justificar suas práticas, os argumentos utilizados para a defesa do aborto, em qualque situação, apenas escancaram a contradição na qual essas pessoas caem, pois eles reconhecem a vida apenas a partir do momento que lhes interessa.

Devemos estar sempre atentos, pois o inimigo está sempre à espreita e não descansará enquanto não destruir tudo o que é bom.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: