quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Abertura dos documentos relativos a Pio XII ainda vai demorar

Saudações queridos leitores!

O Rabino David Rosen, chefe de uma delegação judaica responsável por consultas inter-religiosas, que se encontrou com Bento XVI recentemente pediu que o Vaticano liberasse totalmente o acesso aos documentos do Arquivo Secreto do Vaticano relacionados ao reinado de Pio XII.

Apesar do pedido ser justificável, o porta-voz da Santa Sé, Padre Frederico Lombardi descartou que isso possa ser feito imediatamente, pois razões de ordem técnica impedem a abertura precipitada do arquivo.

A documentação produzida durante o período que Eugenio Pacelli esteve à frente da Igreja Católica consiste em nada menos que 16 milhões de cartas, separadas em 15.430 pastas e 2.500 pacotes. Toda a catalogação e análise minuciosa dessa montanha de material leva tempo e custa caro, além de especialistas nessa área serem escassos.

Em setembro de 2006, o Vaticano abriu ao público toda a documentação relativa ao Pontificado de Pio XI (1922-1939) existente no Arquivo Secreto, destacando documentos sobre a Guerra Civil Espanhola (1936-39), a Alemanha nazista e a Itália fascista.

Por isso, relaxemos e esperemos que tudo será revelado a seu tempo. Espero sinceramente que a imagem que alguns insistem de passar de Pio XII seja pautada na verdade, quando ficar demonstrada que a mesma é diferente do que acreditam.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: