segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Darwin e os Anglicanos

Saudações queridos leitores!

150 anos atrás Charles Darwin lançou o livro A Origem das Espécies. A publicação sacudiu muitos religiosos e alguns deles se prontificaram a condenar a teoria evolucionista sem ter uma melhor compreensão da mesma.

Agora, um clérigo do que sobrou da Comunhão Anglicana escreve nessa segunda-feira que a Comunhão Anglicana (ou o que restou dela) deve um pedido de desculpas a Darwin, por ter recebido a teoria evolucionista com hostilidade quando foi apresentada.

Segundo o reverendo Malcolm Brown, a Igreja da Inglaterra (anglicanos) deveria dizer que lamenta não ter entendido as descobertas do naturalista na época e "por reagir de forma errada no início, ter encorajado outros a interpretar (Darwin) errado também".

Essa pataquada toda, apesar de ser apoiada pela hierarquia anglicana, não é um pedido de desculpas oficial.

Mas até mesmo um descendente de Darwin, seu tataraneto, Andrew Darwin está achando que isso é um pedido de desculpas oficial. Em declaração ao jornal Daily Mail, ele disse que "auando as desculpas chegam 200 anos depois, é menos para corrigir um erro e mais para fazer com que a pessoa ou organização que pede as desculpas se sinta melhor".

Tudo bem, Andrew, mas guarde esse discurso para quando as desculpas realmente chegarem.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: