quinta-feira, 4 de setembro de 2008

A batalha pela vida - O arauto da morte

Saudações queridos leitores!

O Militante, ops, Ministro da Saúde, José Gomes Temporão não consegue garantir leitos de hospital para quem precisa operar um apêndice ou tratar uma perna quebrada, mas ele diz que o SUS tem como garantir acesso a universal a exame para permitir o aborto de anencéfalos.

Segundo sua lógica, o aborto é uma situação totalmente disitinta, pois pressupõe vida. Para o ministro, "a mulher [grávida de fetos anencéfalos] vive uma situação brutal, cruel, sabendo que carrega no ventre uma vida que não terá continuidade". Ora essa, se não está vivo, a mulher não está grávida, oras. Então não tem o que se discutir!

O Ministro usou a mesma argumentação que as outras entidades que tentam conseguir a liberação do aborto de anencéfalos, indo também contra o argumento de que a anencefalia é uma deficiência como as outras, dada a baixa sobrevida dos fetos nascidos.

Que Deus nos livre da maldição do aborto!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: