quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Justiça ratifica decisão de descriminalizar o aborto no México

Saudações queridos leitores!

A cultura da morte avança a passos largos mundo afora. Enquanto no Brasil a batalha é para preservar a vida de fetos anencéfalos, a Cidade do México descriminalizou de vez o aborto. A Suprema Corte de Justiça do México rechaçou por dez votos a um os argumentos da Procuradoria Geral e da Comissão Nacional de Direitos Humanos, que alegaram que a Assembléia Legislativa da capital mexicana "desempenhou o papel do Congresso" federal ao legislar sobre temas penais e de saúde geral.

O México é um dos países em que a Igreja Católica é mais perseguida por sua doutrina. Nesse caso, o prefeito da Cidade do México, Marcelo Ebrard, admitiu o direito da Igreja Católica de se manifestar sobre o assunto, mas censurou a intenção do clero de "pressionar" a Suprema Corte. Segundo ele, "o clero tem direito de expressar seus pontos de vista sobre a interrupção da gravidez, mas pressionar a Suprema Corte de Justiça é outra coisa", declarou Ebrard, do Partido da Revolução Democrática.

Que Deus tenha piedade dos inocentes.

Fiquem com Deus,
Fernando.

Nenhum comentário: