domingo, 20 de julho de 2008

Papa reconhece vergonha ante escândalos sexuais

Saudações queridos leitores!

Como era de se esperar, o Santo Padre manifesta sua tristeza pelos casos de abuso infantil que ocorreram também em terras australianas. Bento XVI reza para que este período de purificação que a Igreja vive após os escândalos provocados por abusos sexuais por parte de sacerdotes leve à reconciliação e a uma maior fidelidade ao Evangelho.

Em uma Missa celebrada na Catedral de Saint Mary, o Santo Padre pediu que a celebração presidida por ele seja um momento de nova consagração e de renovação para toda a Igreja na Austrália.

Enfatizando que tais abusos não podem e nem devem passar impunes, o Papa conclamou que “estes agravos, que constituem tão grave traição da confiança, devem ser condenados de modo inequívoco”.

Como um modo de combater e buscar uma solução e um alívio às vítimas, Bento XVI pediu a todos para que apoiem e assistam os bispos, colaborando com eles no combate desse mal.

A Austrália, assim como os Estados Unidos também teve problemas com casos de abuso sexual de crianças cometidos por sacerdotes.

Mais informações em ZENIT.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: