domingo, 20 de julho de 2008

Cardeal Rouco espera cooperação do governo para Madri 2011

Saudações queridos leitores!

A JMJ será apenas em 2011, mas o Cardeal Rouco, Arcebispo de Madri já espera que o governo socialista espanhol colabore para a realização do encontro, que ocorrerá provavelmente em agosto. Em declaração nesse domingo, ainda na Austrália, o Cardeal manifestou seus sentimentos.

"Gozo, gratidão e sentimentos de alegria nos tomam nestes momentos, não somente ao arcebispo de Madri, aos bispos auxiliares e a todos os peregrinos que estão presentes aqui, em Sydney, que participaram da Eucaristia, e que acolheram aclamando o anúncio do Santo Padre, mas que participam desta alegria todos os peregrinos da Espanha", disse o Cardeal aos microfones da Popular TV.

A realização da JMJ em solo espanhol será uma grande oportunidade de levar à Espanha, país tão carente de Deus, o a luz da Igreja e fazer florescer a fé no coração dos jovens, ávidos por Deus.

Como não podia deixar de ser, em declarações publicadas pela Europa Press, o Cardeal Rouco considerou que as relações entre a Igreja e o Estado no país são neste momento "normais". Particularmente eu suspeito um pouco disso, acho é que ambos os lados estão medindo as palavras, mas todos sabem que desde que o governo socialista espanhol começou a aprovar uma série de leis contrárias à moral, sua relação com a Igreja deu uma estremecida. A escolha de Madri como sede da próxima JMJ foi estratégica nesse âmbito. O arcebispo declarou ainda que espera do Governo diante deste ano mundial "liberdade de ação e cooperação".

Maiores informações em ZENIT.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: