terça-feira, 24 de junho de 2008

São João Batista

Saudações queridos leitores!

Hoje é um dos dias mais importantes das celebrações juninas. Muito mais do que bolinho caipira e vinho quente, hoje comemoramos o dia de São João Batista.


São João Batista, embora concebido no Pecado Original, foi dele purificado antes de nascer, quando sua mãe, Santa Isabel, foi visitada pela Santíssima Virgem, que por sua vez portava no seio o Salvador. Por isso, São João Batista é o único santo cujo nascimento se comemora na Liturgia -- além da própria Virgem Maria, que já foi concebida isenta de todo pecado.

A celebração da festa do martírio de São João Batista, que na Igreja latina têm origens antigas (na França no século V, e em Roma no século VI), está vinculada à dedicação da Igreja construída em Sebastean na Samaria, no suposto túmulo do Precursor de Cristo.

A festa aparece já na data de 29 de agosto nos Sacramentários romanos e, conforme o Martirológio Romano, essa data corresponderia à segunda vez que encontraram a cabeça de São João Batista, que foi levada para Roma. Temos sobre ele as narrações dos Evangelhos, em particular de Lucas, que nos fala de seu nascimento, da vida no deserto, da sua pregação, e de Marcos que nos refere a sua morte. Pelo Evangelho e pela tradição podemos reconstruir a vida do Precursor, cuja palavra de fogo se parece na verdade com o espirito de Elias. Negou categoricamente ser o Messias esperado, afirmando a superioridade de Jesus que apontou aos seus seguidores por ocasião do baptismo deste nas margens do Rio Jordão, sua figura parece se ir desfazendo, á medida que vai surgindo “ o mais forte”, Jesus.

Todavia, “ o maior dentre os profetas” não cessou de fazer ouvir a sua voz onde fosse necessária para consertar os sinuosos caminhos do mal. Reprovou publicamente o comportamento pecaminoso de Herodes Antipas e da cunhada Herodíades, mas a previsível susceptibilidade deles custou-lhe a dura prisão em Maqueronte, na margem oriental do mar Morto.

Por ocasião da festa celebrada em Maqueronte, a filha de Herodíades, Salomé, tendo dado verdadeiro show de agilidade na dança, entusiasmou Herodes. Como prêmio pediu, por instigação da mãe, a cabeça de São João Batista. Último profeta e primeiro apóstolo, ele deu a vida pela sua missão, e por isso é venerado na Igreja como mártir. Ele foi fiel, bondoso e o clarão de Cristo, anunciando a luz da eterna claridade.

São João Batista, rogai por nós.

Via O Irresponsável.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: