domingo, 15 de junho de 2008

Sacerdotes gays anglicanos se casam em igreja em Londres

Saudações queridos leitores!

A igreja Anglicana acabou. Os anglicanos estão começando a perceber isso. Em uma clara demonstração de que os princípios que norteavam a fé anglicana se foram, dois "sacerdotes" anglicanos, homossexuais, se "casaram" na Igreja de São Bartolomeu, em Londres. Com informações da EFE.

A cerimônia foi celebrada pelo pároco do lugar, Martin Dudley e aprofunda ainda mais o abismo entre os liberais e os conservadores. Questões como a união de homossexuais e a ordenação de mulheres e homossexuais são muito discutidas entre os anglicanos.

A cerimônia de união dos dois "sacerdotes" foi realizada sem a autorização do Bispo Anglicano de Londres. Essa não é a primeira vez que anglicanos abençoam uniões entre pessoas do mesmo sexo, mas pela primeira vez, a cerimônia foi celebrada de acordo com a liturgia anglicana, fato que gera ainda mais críticas e desgaste entre as partes.

O Arcebispo Anglicano de Uganda, Henry Orombi, disse que a cerimônia foi "blasfema" e pediu ao primaz dessa confissão, Rowan Williams, que tome medidas para que a Igreja Anglicana não se desintegre.

Olha, pode parecer um disparate isso que vocês leram acima, mas eu até que vejo um lado muito bom em todas essas abominações que ocorrem em meio aos anglicanos. Enquanto eles permitem a ordenação de qualquer coisa (não duvido muito se não começarem a transformar cones de trânsito em sacerdotes anglicanos) e permitem a união entre homossexuais, a comunidade anglicana se enfraquece cada vez mais, mostrando a real dimensão do erro e os perigos de se afastar da Fé Católica. Diversas comunidades anglicanas estão migrando para a Igreja Católica por causa da rejeição aos princípios cada vez mais liberais que tomam conta da doutrina anglicana.

O anglicanismo, aquele que surgiu da soberba de Henrique VIII já não existe mais. E faz tempo. Ela implodiu.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro amigo Fernando:

Estou escrevendo este pequeno comentário para te dizer que sou anglicano e discordo (com bases bíblicas) terminantemente do referido "casamento". Porém, espero que voçê não confunda um desvio de alguém (ou de uma pequeníssima parcela) com a totalidade de uma comunidade. Se for assim todos os católicos romanos poderiam ser taxados de perdófilos ou gays (o que discordo), pois há até uma parcela maior de padres usuários de tais práticas. Na verdade o próprio Senhor Jesus já nos alertou que, cerca de 2000 anos, "Ai do mundo, por causa dos escândalos. Porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!" (Mt 18:7). Portanto, limpo as minhas sandálias e jogo a poeira pra traz, quanto a tudo isso.

Graça e paz!!!

Cláudio Brito