domingo, 8 de junho de 2008

Quando se ignora a vida em sociedade

Saudações queridos leitores!

A notícia do Terra que vai abaixo não é nem um problema de religião, mas sim um caso de pura falta de vergonha na cara, que leva as pessoas a desobedecerem preceitos universais do convívio em sociedade.

Em Casena, na Itália (justamente na Itália!!), um casal foi detido praticando sexo oral dentro de um confessionário. Quando o funcionário da Igreja ligou para a polícia e alegou que estava ouvindo "gemidos e barulhos suspeitos que vinham de um dos confessionários", os policiais acharam que se tratava de uma brincadeira.

Mas ao chegar ao local, surpreenderam uma educadora (educadora!!!) e um operário em pleno ato, escondidos dentro de um confessionário. A chegada da polícia não foi suficiente para intimidar os dois imorais, que, após parar o ato por alguns instantes, retornaram com a prática imoral, como se nada estivesse acontecendo.

O casal, que não teve os nomes divulgados foi levado imediatamente para uma delegacia, onde declararam: "Somos ateus e, para nós, fazer sexo na igreja é como transar em qualquer outro lugar". A mulher ainda disse que essa era a segunda vez em sua vida que entrava em uma Igreja.

O que vai acima, queridos leitores, é mais do que desrespeito à Igreja. É uma afronta básica à decência. Uma pessoa, para agir de tal maneira, não deve possuir a mínima vergonha na cara, pois, mesmo que a pessoa não tenha bons modos, não consegue sequer respeitar as idéias dos outros. Para ela, tanto faz. Ela deve pensar que pode fazer o que quiser onde quiser, sem se importar se seus atos interferem ou não nas liberdades dos outros.

Pessoas assim desprezam o convívio social, visto que ignora as regras da sociedade quando lhe dá vontade. Isso é egoísmo em sua forma mais pura.

Pois é, queridos leitores, eis um exemplo de como não agir dentro da sociedade. Pra falar a verdade, um exemplo de como não agir em lugar algum!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: