segunda-feira, 9 de junho de 2008

Acusados de extorquir Padre Júlio Lancelotti são absolvidos

Saudações queridos leitores! Incrível! Hoje de manhã, enquanto vinha para o trabalho, me perguntava sobre o que tinha acontecido com relação ao Padre Júlio Lancelotti e o caso de extorsão no qual ele foi envolvido. 
E não é que durante a tarde os sites mostram que os acusados foram absolvidos? 

Que maravilha! - pensei.

Não por eu ser malvado ou por querer que um sacerdote se dê mal. Mas essa derrota do Padre Júlio foi boa para derrubar um método, uma ideologia, uma "teologia da libertação". Desde que os fatos foram vindo à tona, bato na tecla de que Padre Júlio não estava exercendo seu papel de forma correta. Podem puxar no arquivo que lá encontrarão as minhas seguidas condenações a seus métodos e a sua ideologia.

Por causa de sua ideologia ele se deu mal. Desviou de suas funções de pastor de almas e tentou fazer um trabalho que não lhe competia. Por causa disso todos esses fatos aconteceram e a Justiça decidiu (ainda cabe recurso) que os acusados de extorsão contra o Padre não cometeram o delito do qual foram acusados.

Padre Júlio teria muito menos problemas se cumprisse com a obrigação que assumiu perante a Igreja, a de ser pastor de almas, sem misturar a nefasta teologia da libertação que, de libertadora não tem nada, visto que por seu envolvimento, pessoas quase foram pra cadeia.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: