segunda-feira, 12 de maio de 2008

Viagem do Papa causou impacto positivo nos católicos americanos

Saudações queridos leitores!

Mais efeitos da passagem de Bento XVI nos Estados Unidos. As opiniões positivas sobre o Santo Padre e a visão sobre a Doutrina Católica aumentaram consideravelmente, de acordo com pesquisa dos Cavaleiros de Colombo. Fiquem com reportagem de ZENIT (íntegra aqui), volto depois.

Viagem do Papa causou impacto nos católicos americanos, segundo pesquisa

Ajudou a compreender os ensinamentos da Igreja

NEW HAVEN, segunda-feira, 12 de maio de 2008 (ZENIT.org).- Uma pesquisa dos Cavaleiros de Colombo revela que os católicos americanos compreendem melhor o ensinamento da Igreja, têm uma impressão mais positiva do Papa e é mais provável que se apresentem para votar, após a visita de Bento XVI aos Estados Unidos.

Os dados recolhidos pelo Instituto de Opinião Pública do Colégio Marista, publicados em 9 de maio, revelam que a viagem do Santo Padre em abril teve uma clara influência nos católicos praticantes e não-praticantes.

Por exemplo, a proporção de católicos praticantes que descrevem positivamente Bento XVI como um líder espiritual passou de 70%, antes da visita, a 82% depois, um aumento de 12%. Entre os não praticantes, a proporção foi de 62% antes da visita e 79% depois, um aumento de 17%.

Uma maioria de católicos, 54%, disse que se sentia mais próximo de seus valores espirituais como resultado da visita do Papa; 41% disse que era mais provável que votasse nas eleições de novembro; 64% dos católicos disse que tinha uma melhor compreensão da postura da Igreja Católica em temas importantes, como resultado da viagem.

(...)

O Instituto de Opinião Pública do Colégio Marista entrevistou 1.013 adultos de todo o país e os resultados da pesquisa publicada em 9 de maio são estatisticamente significativos a aproximadamente 4,4%. Todas as pesquisas foram feitas entre 22 e 29 de abril de 2008, imediatamente depois do retorno do Papa a Roma.

O resultado completo do estudo pode ser visto em

www.kofc.org/un/cmf/resources/Communications/documents/catholics_reflect.pdf

Voltei. Como a pesquisa foi realizada logo após a visita do Papa, penso que esses números podem, por um lado estar meio inflados, já que pela empolgação, muitos devem ter respondido sem ter um compromisso tão sério quanto se espera. Por outro lado, um dado muito significativo que dá pra tirar dessa pesquisa é que Bento XVI sempre causa uma ótima impressão por onde quer que passe.

Lembro-me de quando Ratzinger foi eleito Papa, que muitos temiam uma queda de popularidade, visto que João Paulo II, de grande memória, foi um fenômeno sem precedentes no tocante à popularidade. Esse medo hoje em dia foi superado, pois Bento XVI cativou o mundo inteiro com seu jeito simples e acolhedor.

Que Bento XVI viva tanto ou mais que Pedro!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: