segunda-feira, 19 de maio de 2008

Tolken, Lewis e o Cristianismo

Saudações queridos leitores!

O que O Senhor dos Anéis, As Crônicas de Nárnia e a Bíblia Sagrada têm em comum? Muito mais do que vocês imaginam. Fiquem com reportagem da ACI, volto depois.

Peritos em Tolkien e C.S. Lewis apresentam livro sobre relações entre magia literária e mito entendido como narração

.- O Secretário Geral e o professor de Estética do Instituto de Filosofia Edith Stein, Guillermo Peris Batista e Eduardo Segura Fernández, respectivamente, apresentarão o livro “Myth and Magic: Art according to the Inklings”, dedicado ao tema das relações conceituais entre a magia literária e o mito entendido como narração.

No evento, iniciativa do Arcebispado de Granada e que se realizará na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Granada em 20 de maio, às 19h, estará presente a professora de Literatura Inglesa na Faculdade de Filologia da Universidade de Granada e autora de um dos ensaios que compõem o livro, Margarida Carretero González.

O livro recolhe “a contribuições de alguns dos principais peritos a nível mundial na obra do J.R.R. Tolkien, C.S. Lewis e os Inklings –o grupo literário cujo eixo central estava formado por eles–, sobre o tema das relações conceituais entre a magia literária e o mito entendido como narração, e da sub-criação como processo artístico de invenção de mundos possíveis”, indicaram os organizadores do evento.

Do mesmo modo, assinalaram que a obra, publicada pela editorial alemã Walking Tree Publishers, é “um trabalho no que participaram vários estudiosos do âmbito universitário do leste de Andalucia, estabelecendo um espaço de colaboração entre as distintas instituições acadêmicas nas que trabalham”.

Aviso: os comentários abaixo contém Spoilers (ainda dá pra fazer spoiler desses filmes?).

Voltei. Quem conhece essas histórias só pelo que se passou nos cinemas provavelmente desconhece seus autores. C. S. Lewis e J. R. R. Tolkien eram cristãos. Lewis era Episcopal e Tolkien Católico. Eram cristãos exemplares em suas denominações e a Bíblia influenciou em muito as criações de suas histórias.

Para deixar alguns pontos mais claros, dêem uma avaliada no primeiro livro (ou filme) de As Crônicas de Nárnia sobre Aslam, o Leão que criou Nárnia e o momento em que ele é sacrificado pela Feiticeira Branca, quando ele ressurge por ter sido um inocente sacrificado e leva o povo à redenção. Alguma semelhança com a Paixão de Nosso Senhor?

Na série O Senhor dos Anéis, a traição de Sauron lembra em muito a história da Queda de Lúcifer e um outro fato muito interessante é sobre Lembas, o pão mágico dos Elfos, que é claramente inspirado na Santíssima Eucaristia (o pão que dá forças e que o mal (Gollum) quer destruir).

Não vou tirar o prazer de quem quiser ler ou assistir e procurar mais referências.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: