terça-feira, 20 de maio de 2008

A penhora da Igreja, o descaso com o patrimônio histórico e o caos administrativo

Saudações queridos leitores!

Esta no Globo Online (fonte aqui) uma notícia muito triste. A Igreja da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos está sendo penhorada para o pagamento de dívidas da Irmandade. Essa Igreja é onde Dom João VI agradeceu a Deus pela viagem bem-sucedida de Portugal até o Brasil.

Esse leilão revela alguns aspectos tristes do Patrimônio Histórico Brasileiro, assim como o caos administrativo que reina em nosso país.

Em primeiro lugar, o pouco-caso dos órgãos de preservação do Patrimônio Histórico Nacional, que permitem que parte do Patrimônio Histórico seja leiloado para pagar dívidas trabalhistas. Por mais que esse seja o único bem do qual dispõe a Irmandade, o órgão deve ter dispositivos para impedir que o patrimônio seja leiloado.

Se fosse leiloado, sendo patrimônio histórico, o que o comprador poderia fazer? Suponhamos que uma seita pentecostal comprasse o prédio. Eles o descaracterizariam? Como donos do prédio e o mesmo sendo patrimônio histórico, o que fariam? É uma questão muito complicada que merece resposta.

Espero que quem saia ganhando nessa história seja o Patrimônio Histórico Nacional.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: