sexta-feira, 2 de maio de 2008

Papa fica fora da lista de pessoas mais influentes

Saudações queridos leitores!

O que é melhor? Um torniquete ou uma bicicleta? É difícil responder a essa pergunta, já que os critérios para uma resposta são totalmente subjetivos. Se você estiver passeando em uma estrada, a bicicleta será mais útil, mas a mesma bicicleta não terá utilidade alguma se você estiver com uma torção no braço... Com critérios assim, a revista Time publicou um ranking com as 100 pessoas mais influentes do mundo. Fiquem com reportagem do UOL (fonte aqui), volto depois.

Papa fica fora da lista de pessoas mais influentes

O Vaticano informou estar satisfeito com o fato de o papa Bento XVI ter ficado de fora da lista compilada pela revista Time das 100 pessoas mais influentes do mundo, que inclui o Dalai Lama e o líder espiritual dos cristãos ortodoxos, Bartolomeu.

"Fico satisfeito pelo fato de o papa não estar na lista, porque os critérios empregados nela não têm relação alguma com a autoridade moral e religiosa do papa", disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi.

Mas o editor-chefe do jornal L'Osservatore Romano, do Vaticano, foi citado como tendo dito que a exclusão do Papa da lista foi "uma decisão desconcertante".

"Qualquer editor de jornal teria rejeitado essa lista", teria declarado Giovanni Maria Vian, de acordo com o diário La Repubblica.

A quinta lista anual compilada pela revista Time das pessoas mais influentes do mundo chegou às bancas nesta sexta-feira e inclui categorias como "Líderes & Revolucionários" e "Heróis e Pioneiros".

Lombardi observou que o patriarca ecumênico Bartolomeu, líder espiritual dos cristãos ortodoxos, foi aplaudido pela revista por sua liderança em questões ambientais. O Dalai Lama foi escolhido por conservar a esperança em sua luta pela independência do Tibet.

"É difícil traçar semelhanças e rankings com características que são tão diversificadas", disse Lombardi.

O papa João Paulo II foi nomeado homem do ano da Time em 1994 por suas qualidades de estadista mundial.

O presidente chinês Hu Jintao, a líder do governista Partido do Congresso indiano, Sonia Gandhi, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e o magnata da mídia Rupert Murdoch figuram na lista mais recente da Time.

Voltei. Em um primeiro momento, é surpreendente mesmo esse fato, mas se analisarmos mais a fundo, veremos que a exclusão do nome do Santo Padre não caberia mesmo nessa lista, pois sua autoridade e sua atuação mundial não pode ser comparada com o que faz o Dalai Lama, Hu Jintao (como esses dois figuram em uma mesma lista???) e nem com Rupert Murdoch.

Não há nenhuma categoria que comporte com um mínimo de fidelidade o Papa. Ademais, essas listas são totalmente irrelevantes.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: