sexta-feira, 2 de maio de 2008

Obama sai em defesa do aborto por nascimento parcial

Saudações queridos leitores!

Minha opinião sobre a corrida eleitoral americana é irrelevante, já que não tenho direito a voto lá, apesar de que a política externa deles me afete consideravelmente, o que me faz torcer apenas. Tenho medo de Barack Obama. Ele tem um discurso construído com confusões claras. Nunca consigo entender sua verdadeira opinião, mas quando a entendo, desejo cada vez menos que ele vença. Fiquem com matéria da ACI, volto depois.

Obama sai em defesa do polêmico aborto por nascimento parcial
.- O pré-candidato democrata presidencial, Barack Obama, saiu esta semana em defesa do macabro aborto por nascimento parcial –praticado no último trimestre da gravidez- e considerou inaceitável que seja um método totalmente proibido no país.

Em declarações a Fox News, Obama assinalou que concorda com que se restrinjam os abortos tardios, mas advogou por uma cláusula que permita uma exceção em caso de risco de morte da mãe.

Entretanto, numerosos profissionais médicos assinalaram que esta exceção não se aplica no aborto por nascimento parcial, um método praticado quando o bebê tem possibilidades de sobreviver ao parto prematuro e mais perigoso que uma cesariana para a mulher.

Conforme lembrou LideSiteNews.com, a Associação de Médicos e Cirurgiões dos Estados Unidos reconheceu em 2003 que "não existe circunstância alguma na qual o aborto por nascimento parcial seja necessário para salvar a vida ou preservar a saúde de uma mãe".

A associação incluso advertiu que o procedimento, que implica induzir um parto entre os seis e nove meses de gestação e triturar o crânio do bebê antes de que seu corpo seja expulso do ventre materno, suporta sérios riscos para a mulher como rasgão do útero, lacerações e hemorragias.

Voltei. É isso mesmo que vocês viram. Barack Obama é favorável ao infanticídio dentro do útero. Uma técnica rejeitada até mesmo pelos abortistas, de tão macabra é vista por Barack Obama como uma solução para gestações de alto risco.

Eu me pergunto? Quais as diferenças para a mãe entre um parto prematuro e um aborto por nascimento parcial? Será que a sanha de matar bebês desse povo é tão grande assim? Eu realmente não entendo isso. Como uma pessoa pode apoiar o uso de um método tão desumano?

Barack Obama é muito corajoso ou muito burro pra dar uma declaração dessas... e o povo democrata será ainda mais burro se permitir que ele seja indicado como o candidato para a corrida presidencial. Apesar de que Hillary também não é muito diferente nesse aspecto...

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: