quarta-feira, 28 de maio de 2008

O Voto de Carlos Alberto Menezes Direito

Saudações queridos leitores!

Acabou a pouco a leitura do voto do Ministro Carlos Alberto Direito. Em um voto que considero surpreendentemente bom, ele vota parcialmente a favor das pesquisas, condicionando tais pesquisas com embriões à não-destruição dos mesmos.

Essa é uma saída surpreendente vindo dele, que joga ainda mais lenha na fogueira do julgamento. Na conclusão de seu voto, cuja leitura durou cerca de 3 horas, ele defendeu a "proibição de seleção de sexo ou características genéticas" no processo de fertilização 'in vitro' e a criminalização de pesquisas que sejam realizadas com células-tronco embrionárias em desacordo com a decisão. "As instituições de pesquisa deverão submeter seus projetos previamente à autorização pelo governo federal", propôs.

Segundo ele, "é possível compatibilizar a lei com a constituição, abrindo espaço para as pesquisas, sem sacrificar a vida do embrião." Para isso, o Ministro sugeriu a autorização para a retirada de uma única célula do embrião, "sem feri-lo".

A sessão está interrompida e voltará a partir das 14:00.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Um comentário:

Evelyn Mayer de Almeida disse...

Eu também achei o voto dele interessante.

Se isto foi possível, será um grande avanço pra ciência sem danificar uma vida.

Gostei mesmo!