terça-feira, 20 de maio de 2008

Ministra de Educação espanhola reafirma intolerância contra pais com objeção de consciência

Saudações queridos leitores!

O Governo Socialista da Espanha está implantando a "Educação para a Cidadania", que deveria ser chamada de "Educação para a Ideologia", que é a sua clara tentativa de doutrinação ideológica das crianças espanholas.

Em um arroubo de totalitarismo, a Ministra da Educação, Mercedes Cabrera retira a autoridade dos pais que alegam objeção de consciência, ameaçando-lhes de barrar outros direitos essenciais, caso esses pais se recusem a permitir que seus filhos recebam na escola a maligna doutrina socialista, em um processo que pode ser classificado como lavagem cerebral pura.

Em uma entrevista recente ao Jornal de orientação socialista El Pais, ao referir-se à objeção de consciência apresentada por milhares de pais de família em diversas comunidades autônomas ao curso de doutrinação ideológica desenhada pelo governo, Cabrera respondeu que "se existem queixas ou protestos de cidadãos perante os governos autonômicos porque estes incumprem uma lei pode atuar a Inspeção Geral do Estado. Enquanto não haja uma doutrina jurídica unificada, neste caso, do Supremo, o que existe é uma lei que se deve obedecer. A responsabilidade das comunidades é informar de forma clara e meridiana aos pais sobre as conseqüências de que seus filhos não estudem esta matéria".

Questionada sobre as conseqüências da resistência à lei, Cabrera respondeu: "Não obterão a titulação da ESO. Mas não é uma ameaça, é o cumprimento da lei".

Onde está Sua Majestade, Rei Juan, para mandar essa Ministra se calar?

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: