sexta-feira, 9 de maio de 2008

Furto de hóstias intriga igreja no interior de SP

Saudações queridos leitores!

Em mais um ato de extrema covardia, desrespeito ao Sagrado e má fé, o Sacrário de uma Igreja em São José dos Campos é profanado. Manifesto a minha profunda tristeza pelo fato, ainda mais porque o pároco dessa Igreja foi meu professor de Moral no Seminário Diocesano. Fiquem com notícia do G1 (fonte aqui), volto depois.

Furto de hóstias intriga igreja no interior de SP

Igreja foi interditada pelo bispo desde o furto das 150 hóstias. Partículas já estavam consagradas; polícia civil investiga o caso.

Do G1, com informações da TV Vanguarda

Um crime inusitado está sendo investigado pela polícia de São José dos Campos, a 91 km de São Paulo: hóstias foram furtadas de uma igreja da cidade. As missas, que eram celebradas diariamente desde que a Igreja Santa Terezinha existe, há 35 anos, deixaram de acontecer desde o furto, no dia 2 de maio. O local foi interditado, por ordem do bispo diocesano.

A igreja estava aberta no dia do furto. Por volta das 19h, um pouco antes da missa, a equipe responsável pela celebração foi conferir a quantidade de hóstias disponíveis para o dia. Quando chegaram ao local, perceberam que a porta do sacrário havia sido violada e as 150 partículas que estavam dentro tinham sumido.

O padre chegou 15 minutos depois e, a princípio não suspeitou se tratar de um crime. Ele imaginou que algum ministro da eucaristia houvesse levado as hóstias para alguma comunidade. Entretanto, o furto foi confirmado no dia seguinte.

As hóstias estavam consagradas. Para os católicos, isso tem um significado especial. Os fiéis ficaram comovidos, e aguardam a resolução do caso. As investigações estão sendo feitas pela Polícia Civil.

Voltei. Volta e meia trago ao blog casos de profanação cometidos contra Templos Católicos mundo afora. Nunca vi, nesses anos todos, casos de profanação de outros templos promovidos por Católicos. Isso porque nós, Católicos, temos um respeito ao próximo que não se encontra em lugar nenhum do mundo.

Ao mesmo tempo que anunciamos a Verdade sem medo de sermos rejeitados por todos aqueles que precisam ouvir, sabemos acolher o pecador enquanto condenamos o pecado. Rezemos em reparação a esse sacrilégio cometido contra Nosso Senhor Jesus Cristo e que os culpados sejam punidos dentro da Lei.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: