sexta-feira, 23 de maio de 2008

Autor do atentado a João Paulo II quer tornar-se polonês

Saudações queridos leitores!

Mehmet Ali Agca, o militante ultra-nacionalista turco que, em 1981 cometeu um atentado a tiros que quase matou o Santo Padre, João Paulo II, escreveu ao Presidente da Polônia pedindo a nacionalidade polonesa. Em sua carta, ele alega que se tornou "o irmão espiritual" de João Paulo II, "um ser formidável e perfeito", conforme informou seu advogado, Haci Ali Ozkan. Para quem não lembra, em 1983, João Paulo II perdoou Agca, que estava em uma prisão italiana.

Já faz um tempo que Ali Agca manifesta ter tornado-se um admirador de João Paulo II. Quando o Santo Padre faleceu, ele manifestou desejo de ir ao funeral, o que lhe foi negado. Não é possível ter certeza sobre a sinceridade de Agca e nem mesmo saber de seus propósitos, mas, apesar de ter uma esperança sincera em seu arrependimento e conversão, duvido que lhe seja concedida a cidadania, visto que ele não atende a alguns requisitos legais.

Mais informações aqui.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Um comentário:

Anônimo disse...

pensei que fosse piada