quarta-feira, 23 de abril de 2008

São Jorge

Saudações queridos leitores!

Hoje é dia de São Jorge, um dos mais conhecidos santos da Igreja. Infelizmente a data não tem a merecida lembrança no Brasil devido ao sincretismo que insiste em associar a imagem de São Jorge, guerreiro e mártir, aos cultos de origem africana. Essa usurpação de São Jorge faz com que sua lembrança seja ofuscada entre os próprios Católicos. Uma pena, mesmo. Fiquem com um breve histórico de sua gloriosa trajetória.


Devem ter sido espetaculares as circunstâncias da sua morte para que os orientais lhe tenham sempre chamado "o grande mártir" e para que a sua pessoa se tenha tornado bem depressa, lendária. Não há culto mais antigo nem mais espalhado.

Já no século IV Constantino lhe levantava uma igreja. Em Inglaterra, principalmente, o seu culto tornou-se, ainda e é, mais popular. Em 1222 o concílio nacional de Oxónia ou Oxford estabeleceu uma festa de preceito em sua honra. Nos primeiros anos do séc. XV o arcebispo de Cantuária ordenou que tal festa fosse celebrada com tanta solenidade como o Natal. Antes disso o rei Eduardo III tinha fundado, em 1330, a célebre Ordem dos Cavaleiros de São Jorge, conhecidos também pelo nome de Cavaleiros da Jarreteira.

Vários artistas: Rafael, Donatello e Carpaccio representaram São Jorge. No lugar onde esteve içada a bandeira de Portugal por ocasião da batalha de Aljubarrota foi construída, em 1388, uma ermida dedicada a São Jorge. Em 1387 começou a incorporar-se na procissão do Corpo de Deus, por ordem de D. João I, a imagem deste Santo, a cavalo.

São Jorge, rogai por nós.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: