sexta-feira, 4 de abril de 2008

SBT Repórter e o "pedido de perdão da Igreja". Até quando?

Saudações queridos leitores!

No dia 2 de abril, como sabemos, foram lembrados os três anos do falecimento de João Paulo II. O SBT produziu um programa especial, exibido no SBT Repórter. Apesar de não ter assistido tudo, vi o César Filho repetindo ad nauseam aquele mesmo besteirol que todos já conhecemos: o "pedido de perdão da Igreja" pelos erros do passado.

Acho incrível como algumas mentiras continuam sendo impunemente repetidas mundo afora sem que ninguém faça nada. Há uma tolerância inacreditável quando se trata de uma distorção contra a Igreja.

Vamos fazer um pequeno esforço e ler a declaração com o pedido de perdão para ver o que ela que dizer (texto da Homilia do Primeiro Domingo da Quaresma de 2000):

Como Sucessor de Pedro, pedi que "neste ano de misericórdia a Igreja, fortalecida pela santidade que recebe do seu Senhor, se ajoelhe diante de Deus e implore o perdão para os pecados passados e presentes dos seus filhos" (ibid.). Este primeiro domingo da Quaresma pareceu-me a ocasião propícia para que a Igreja, reunida espiritualmente à volta do Sucessor de Pedro, implore o perdão divino para as culpas de todos os crentes. Perdoemos e peçamos perdão!

(...)

4. Perdoemos e peçamos perdão! Enquanto louvamos a Deus que, no seu amor misericordioso, suscitou na Igreja uma maravilhosa messe de santidade, de ardor missionário, de total dedicação a Cristo e ao próximo, não podemos deixar de reconhecer as infidelidades ao Evangelho, nas quais incorreram alguns dos nossos irmãos, especialmente durante o segundo milénio.

Não vejo nenhum pedido de perdão pelos erros da Igreja. Não há malabarismo no mundo que justifique tal pensamento. A distorção das declarações do Papa a esse ponto só tem duas origens possíveis: ignorância ou má-fé. Espero muito que seja a primeira.

Que a imprensa peça perdão pelos erros cometidos contra João Paulo II.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: