segunda-feira, 17 de março de 2008

BBC apresentará série que exonera de culpa a Judas, Pilatos e Caifás

Saudações queridos leitores!

Toda vez que algum feriado religioso importante se aproxima, sei que determinados meios de comunicação lançarão algo que afronta a Igreja. Isso é tão certo quanto o dia de amanhã. Vejamos o que a BBC vai lançar esse ano. Fiquem com notícia de ACI, volto depois.

BBC apresentará série que exonera de culpa a Judas, Pilatos e Caifás

Uma das cenas de "The Passion"

.- A cadeia televisiva BBC de Londres, conhecida pelo seu corte anti-católico, apresentará uma mini-série sobre a última semana da vida de Cristo em que exonera de responsabilidade na morte de Jesus a Judas, Pôncio Pilatos e Caifás.

Nesta produção se ve a um Judas que se angustia entre suas lealdades a Jesus e Caifás; um Pilatos que luta por dirigir as aspirações sociais de sua esposa e sua carreira enquanto trata de manter sob controle as tensões em Jerusalém.

Os criadores de "The Passion", nome da mini-série que será transmitida em quatro episódios, consideram que o único que fazem é "tratar de entender as motivações dos personagens".

Para Frank Deasy, o escritor, este programa revelaria os motivos de Judas. "Sempre tive um problema com Judas nas histórias sobre a Paixão nas que de repente e sem explicação trai Jesus. Queria desenvolver uma realidade psicológica no perfil de Judas".

Em opinião de Nigel Stafford-Clark, produtor de "The Passion", o objetivo foi colocar as ações dos personagens em contexto "para que se possa ver desde seu ponto de vista e todos se dêem conta de que o que fizeram o sentiam legítimo".

Em uma entrevista concedida a Rádio Times, Stafford-Clark comentou que "com tais fatos no tempo, Caifás foi reconhecido como um homem justo e um bom sacerdote. Era um homem fazendo um trabalho difícil e o fez bem".

De outro lado, um porta-voz da BBC respondeu às críticas indicando que "não procuramos subverter ou rescrever a narrativa do Evangelho: somente estamos contando-a novamente para lhe dar vida para uma audiência contemporânea".

Esta produção, que curiosamente emitirá seu último capítulo no domingo de Páscoa, conta com a participação dos atores Paul Mawle, quem interpreta a Jesus; Paul Nicholls, quem faz de Judas; James Nesbitt, quem dá vida a Pilatos; entre outros.

Voltei. Engraçado o que esses sujeitos politicamente corretos são capazes de fazer. Ao agir de tal maneira tentam negar a existência de pessoas simplesmente más. Hoje, tentam inocentar Judas e Pilatos. Amanhã, podem estar culpando Nosso Senhor Jesus Cristo por Sua própria crucificação.

Naquela época as pessoas tinham que fazer escolhas, do mesmo jeito que hoje. Suas escolhas marcam o modo como ficaram conhecidos. É besteira essa história de que eles querem colocar as ações deles em um contexto. Tais ações são escolhas morais e como tal, revelam muito sobre a moral das pessoas. A partir do momento que eles sabem o que é certo mas não o fazem, já é sinal de falha de caráter.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: