terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Sobre as Seitas

Saudações queridos leitores!

Hoje em dia ouvimos muito falar de seitas. Muitos grupos são apontados como seitas, enquanto muitas seitas são toleradas em nossa sociedade. Mas vamos nos aprofundar um pouco melhor nos conceitos de seita: o conceito sociológico e o conceito teológico.

No conceito sociológico, é considerado uma seita todo e qualquer grupo (religioso ou não) que divirja de algum grupo dominante. O conceito sociológico é muito relativo, podendo fazer com que um grupo anteriormente classificado como uma seita, seja mais tarde classificado como um grupo dominante. Portanto, no conceito sociológico, uma seita pode deixar de sê-lo com o passar do tempo, de acordo com a significância que tal grupo adquira na sociedade.

Tal abordagem que torna as distinções dinâmicas não se encaixa no contexto teológico. Teologicamente, as seitas têm uma conexão direta com as heresias, pois os grupos que se juntam derivam da adesão a conceitos contrários à Fé.

Juan Daniel Escobar, em seu livro, Seitas, Cristianismo e Catolicismo, define: “Seitas são grupos constituídos por homens e mulheres, geralmente pequenos grupos, cujos membros são unidos entre si por uma ou várias idéias religiosas, filosóficas, ocultistas, espíritas, mágicas ou por uma mistura de todas ou de algumas destas idéias. Tais grupos garantem reter a verdade absoluta e a solução para todos os problemas do homem. Além do quê, caracterizam-se pelo seguimento irrestrito do(s) seu(s) líder(es)” (Juan Daniel Escobar, Sectas, Cristianismo y Catolicismo.

Há algumas características que são comuns à maioria das seitas. Dentre essas, podemos destacar:

1 - Os membros dos grupos rompem laços com os amigos, a família e a sociedade;

2 - A seita tem uma estrutura rígida e fechada ao resto da sociedade, o que cerceia a liberdade de seus membros;

3 - Junto dessa tendência de afastamento da sociedade vem as denúncias de que todo o resto do mundo, exceto a própria seita, está corrompido;

4 - Essa rejeição apresenta uma força especial quando voltada contra outros grupos religiosos, pricipalmente a Igreja Católica;

5 - Muitas seitas usam de técnicas de programação neurolingüística para manter o controle do raciocínio de seus seguidores, suprimindo-lhes o arbítrio;

6 - As seitas utilizam de proselitismo agressivo e venda de artigos, cursos e outros símbolos para arrecadar fundos;

7 - As seitas não possuem nenhum vínculo que permita qualquer tipo de controle exercido por pessoas que não estão inseridas na mesma;

8 - Organização piramidal. O controle absoluto de tudo na seita é exercido por um líder carismático ou por um colegiado dos mesmos, que vai descendo até chegar aos seguidores, totalmente controlados;

9 - Uma seita tem normalmente objetivos mascarados além dos preceitos religiosos que prega, sejam econômicos, políticos, ou o desejo de maior influência no mundo que eles mesmos condenam;

10 - É comum a pressão psicológica sobre os membros para que se desfaçam de seus bens em prol da seita.

A presença desses elementos em maior ou menor número caracteriza uma seita no sentido mais estrito ou mais amplo, o que faz com que muitos grupos que se apresentam como "igrejas" sejam na verdade seitas. Em um sentido mais teológico, todos os grupos cristãos, com exceção da Igreja Ortodoxa, podem ser classificados como seitas, pois surgiram de divergências doutrinais a partir da Igreja Católica e pregam contra a mesma, como uma legítima dissidência.

Como podem ver, uma definição mais precisa das seitas é complicada, devido às muitas variáveis que entram na equação. Mas a partir desse ponto, podemos citar algumas das seitas mais conhecidas e os motivos que as levaram a ser classificadas assim.

Seitas Pseudo-Cristãs

São aquelas que se dizem cristãs, mas negam preceitos fundamentais ao cristianismo. Os Mórmons, as Testemunhas de Jeová, a Igreja Universal do Reino de Deus e os Adventistas do Sétimo Dia.

Seitas Esotéricas

São aqueles grupos fechados onde apenas os iniciados têm acesso ao conhecimento secreto, que julgam ser a única e autêntica verdade. Entre esses grupos, os principais são os Rozacruzes, Teosofia, Cientologia (que é muito famosa entre os atores de Hollywood) e os gnósticos, que alegam que são os únicos portadores dos reais ensinamentos de Cristo.

Seitas Orientais

São normalmente filosofias panteístas e reencarnacionistas que vêm da Índia, do Japão e da Coréia. entre as principais, está o Seicho-No-Ie, a Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna (Hare Krishna), o Budismo e a Fé Ba'hai.

Motivos da Proliferação das Seitas

Vários motivos podem ser apontados como causas da proliferação das seitas nos tempos modernos. Entre os mais graves, está a cultura do materialismo exacerbado, do individualismo que gera o egoísmo e o liberalismo que impera nos dias de hoje.

O individualismo, grande motor para as seitas foi elevado à categoria de linha de raciocínio por Martinho Lutero em sua reforma protestante, onde foi introduzido o princípio da livre interpretação da Bíblia. Isso fez com que as pessoas passassem a ignorar a divina autoridade da Igreja e permitiu que cada fiel criasse seu "jesus particular". A fé foi dissociada da razão, abrindo espaço para subjetivismos e surgiu o racionalismo, que teve seu auge durante a Revolução Francesa. Durante esse período a liberdade era exaltada por algumas correntes de pensamento como o valor absoluto, de onde todos os outros deveria derivar.

A Verdade passou a ser sacrificada em nome de valores individuais, onde cada um monta seu próprio credo, de acordo com o que lhe convém. Desse movimento surge um tipo diferente de idolatria, a idolatria à própria consciência: cada pessoa idolatra um "jesus particular", que para uma pessoa, permite novas núpcias, para outra, permite o aborto, para outra pessoa ainda permite a prática homossexual. Um ídolo construído e adorado na própria consciência, que permite o paradoxo lógico de ser contradito por outros "jesus particulares" de seus conhecidos e ainda os permite serem todos verdadeiros.

Todos esses fatores, somados à insegurança que muitas pessoas têm em relação aos ídolos construídos em suas próprias consciências, aderem de maneira passional a idéias que simplesmente lhes trazem conforto físico e mental, independente do compromisso com a Verdade, que nesse ponto já foi rebaixada a um valor secundário. Muitos procuram as mais diversas seitas com o intuito de encontrar mero conforto, independente da Verdade.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

3 comentários:

Evelyn Mayer de Almeida disse...

Muito esclarecedor este artigo.
De fato, tem surgido (e isso é triste) as mais bizarras seitas.
Outro dia vi um vídeo no youtube de uma seita em que o fundador se designava nada mais, nada menos, que Jesus Cristo. Sim!

E se fosse no protótipo "Inri Christi" ainda seria 'engraçado',mas o fato é que o cara, além de ser um ricasso e que impõe aos seguidores o amor exagerado à riqueza, ele ainda tem a petulância de dizer que a Igreja Católica é o demônio do nosso tempo. Então eles literalmente invadem encontros católicos (principalmente na Europa), detroem templos... Todos os membros usam uma tatuagem com o número 666 e embaixo do número 'SSS', pois segundo eles isto dá sorte e traz bênçãos divinas.
Todos podem participar, pois Deus só olha o Espírito e não a carne, então pode-se tudo...

É lamentável! Mas ainda bem que Deus nos chama a darmos nossa cara à tapa por amor à Verdade Única que é Cristo.

Deus abençoe seu Apostolado =)

Jose Carlos disse...

Olá, muito bom seu site, fico feliz em encontrar pessoas, que como eu trabalha no sentido de esclarecer quantos as falsas religiões. Aproveito para indicar a comunidade no orkut que criei com esse mesmo objetivo, através dos questionamento ir sanando as duvidas. Um abraço em Deus.

http://www.orkut.com/CommunityEdit.aspx?cmm=45507948

NEOQJAV disse...

Autor: NEOQJAV (Jeremias 9:23,24)

Existem duas coisas que tornam um homem verdadeiramente covarde:
Conquistar uma mulher sem ter a intenção de amá-la, e ler a bíblia sem a intenção de praticá-la.
Pois o verdadeiro homem, não é aquele que conquista várias mulheres, mas sim o que conquista uma só mulher, várias vezes.
E o verdadeiro cristão não é aquele que usa a bíblia para influenciar as outras pessoas, mas sim aquele que deixa a bíblia influenciá-lo em todas as suas atitudes.
Se você lê a bíblia, empenhe-se em ler a praticar os seus ensinamentos, e lembre-se:
“A sua vida pode ser a única bíblia que alguém vai ler”

A bíblia por si só se explica, e a religião falsa por si só se condena,
A bíblia foi feita para ser praticada e não para ser debatida, as críticas feitas a um seguidor de Cristo são refutadas pela sua conduta...
[ João 13:35 ]
O Sacerdote e o levita discutem religião, enquanto o bom samaritano ajuda o necessitado que eles acabaram de ignorar...
[ Tiago 1:26,27 / Atos 10:34,35 / 1 João 3:17,18 / Lucas 10:30-37 ]
A falta de fé na sua própria religião é demonstrada pelo excesso de críticas as demais
[ Tiago 1:26 ]
Quem não suporta a pressão espiritual da bíblia se alivia inventando uma religião
[ Mateus 12:30 ]
Discutir os ensinos da bíblia é a melhor forma de demonstrar sua incapacidade de praticá-los... [ 2 Timóteo 2:23 ]

projetocristao1@hotmail.com
HTTP://neoqjav.dihitt.com.br
www.ditados.com.br -> usuário NEOQJAV
Nunca Esqueça O Quanto Jeová Ama você! (João 3:16)
e (Romanos 8:38,39)
Nunca Esqueça O Quanto Jesus Ama você! (João 15:13)