sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Episcopado Venezuelano condena energicamente novo ataque contra Nunciatura

Saudações queridos leitores!

Trago mais um artigo para exaltar a liberdade, tolerância e o respeito das esquerdas. Fiquem com notícia da ACI, volto depois.

Episcopado Venezuelano condena energicamente novo ataque contra Nunciatura

.- Mediante um comunicado emitido nesta quinta-feira à noite, a Conferência Episcopal Venezuelana (CEV) rechaçou energicamente um novo atentado contra a Nunciatura Apostólica.

Às 4h –hora local- um grupo de manifestantes lançou um aparelho explosivo contra a representação do Vaticano em Caracas, cujas paredes foram pixadas com grafites.

O aparelho explosivo causou danos menores na fachada e no lugar se encontraram panfletos do "Grupo Venceremos da Esquerda Central Unida", se atribuindo o atentado.

Na Nunciatura Apostólica se refugia há quase um ano o ex-dirigente estudiantil Nixon Moreno, perseguido pelo Governo de Hugo Chávez com acusações falsas.

Em seu comunicado, a Conferência Episcopal Venezuelana, assinala que “em cumprimento da nossa missão de pastores da Igreja, e preocupados com o novo atentado à sede da Nunciatura Apostólica na Venezuela acontecido nesta madrugada, e pelo broto de violência política que se está manifestando em várias regiões do país, sentimos o dever de reiterar nosso chamado à calma, à sensatez, ao respeito às liberdades e direitos constitucionais, e ao cultivo de um clima democrático”.

Os Bispos pedem “às autoridades correspondentes efetuar as investigações pertinentes para sancionar aos culpados destes fatos de violência. Igualmente solicitamos ao governo nacional realizar as ações condizentes a proteger a sede diplomática do Vaticano, que é também para todos os católicos venezuelanos a casa do Santo Padre na Venezuela”.

Finalmente, a CEV reitera “nosso apoio ao Excmo. Sr. Núncio Apostólico, Dom Giacinto Berloco e oramos por suas intenções assim como pelo bom desenvolvimento de sua gestão diplomática e pastoral”.

Voltei. É assim que eles tratam os que discordam deles. Eles querem a unanimidade a têm, tentam eliminar seus opositores. Esses bandidos são rascunhos do Fidel Castro, só que com menos poder. Como são apoiadores do caudilho Hugo Chávez, nada vai acontecer aos agressores.

A sede de sangue das esquerdas é a mesma em qualquer lugar do mundo...

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: