domingo, 17 de fevereiro de 2008

Mais sobre o atentado à Nunciatura

Saudações queridos leitores!

Mais repercussão sobre os atentados ao prédio da Nunciatura Apostólica em Caracas. Por ZENIT (íntegra aqui), volto depois.

Atentado contra nunciatura apostólica em Caracas

CARACAS, domingo, 17 de fevereiro de 2008 (ZENIT.org).- A Conferência Episcopal Venezuelana e o Conselho Nacional de Leigos deploraram o atentado contra a sede da nunciatura apostólica nesse país.

Um artefato explosivo de baixo poder estourou em 14 de fevereiro nas portas da sede do representante do Papa em Caracas, causando danos pequenos. A fachada da sede diplomática foi também pintada com mensagens políticas.

Um comunicado emitido pela presidência da Conferência Episcopal Venezuelana manifesta sua preocupação com o atentado, assim como «pelo início de violência política que se está manifestando em várias regiões do país».

(...)

Por sua parte, o Conselho Nacional de Leigos confessou seu alarme perante «esta escalada de violência incontida por parte dos agressores, cujos fins não visualizamos, e alimentada pela esquiva das autoridades em dar proteção a uma sede diplomática que em pouco tempo foi agredida em repetidas ocasiões».

Voltei. Antes de ler essa notícia, comentei outra notícia semelhante, de outra fonte, sobre a conivência das autoridades venezuelanas para com a quadrilha esquerdopata que fez isso. Vejam agora que esse pensamento não é apenas meu, mas dos próprios venezuelanos, que cada vez mais se mostram preocupados com a escalada dos métodos das esquerdas para implantar sua tal "revolução bolivariana". Eles caçam adversários como se fossem ratos.

Quando estão longe do poder, usam suas artimanhas escusas para conseguir o que querem. Estando no comando, usam o aparato do Estado para alcançar seus objetivos. É nojento.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: