sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Abortistas desmascarados na Nicarágua

Saudações queridos leitores!

Ultimamente tenho pouco tempo para a manutenção do blog como deveria ser, por isso comento pouco. Fiquem com mais uma reportagem da ACI.

Especialista desmascara campanha anti-vida para impor aborto na Nicarágua

.- Em um contundente artigo, o reitor da Universidade de Ciências Médicas, Rafael Cabrera, saiu à frente dos pessoas e entidades que insistem em legalizar o aborto na Nicarágua, ainda contra a decisão do Parlamento de mantê-lo completamente proibido no país.

Segundo Cabrera, "nos últimos anos, e com mais intensidade desde que o crime do aborto ficou plenamente penalizado na Nicarágua, desatou-se uma feroz campanha a nível nacional e internacional, suportada por organizações nacionais, estrangeiras e entidades governamentais além de nossas fronteiras, que impulsionam a cultura da morte sem lhes importar o atropelo a nossa soberania, valores culturais, tradicionais, éticos e morais da imensa maioria da sociedade nicaragüense".

"Sem nenhum hálito de seriedade nem de respeito, manipulam e inventam situações para fazer acreditar, a apóie mentiras e falsidades, que se está atentando contra a vida das mulheres e que ocorrerá uma mortandade como conseqüência da plena penalização do delito de aborto", adicionou.

Com "evidências reais e comprováveis", Cabrera assegura que isto é falso. As cifras do Ministério da Saúde, "que leva um controle semanal dos principais eventos de saúde no país, demonstra, que nas primeiras 47 semanas de 2007, a mortalidade materna descendeu de 108 mortes que ocorreram em 2006 a 83, o que significa uma diminuição de 23% no mesmo período em 2007".

As mortes maternas reportadas pelo Ministério da Saúde, "incluem todo tipo de mortes ocorridas desde dia que se iniciou a gravidez até 6 semanas depois de nascimento. (Mortes por acidentes, homicídios, suicídios, picadas de serpentes, etc. catalogadas como mortes não obstétricas). 80% destas mortes ocorrem ao final da gravidez (Eclampsia, Hemorragias, Infeccione pós parto)", adiciona.

Cabrera explica que "nenhuma mulher morreu na Nicarágua por não ter praticado um "aborto terapêutico", desde que se promulgou a lei em novembro de 2006. Os casos publicados tiveram componentes que podem ser qualificados como inevitáveis ou por falta de recursos hospitalares ou negligência médica".

"Estudos científicos e epidemiológicos levados a cabo na Finlândia e Califórnia demonstraram que as mulheres que se submetem a abortos aumentam em 4 vezes a possibilidade de morrer por suicídio, acidente, homicídios e até por causas naturais, no curso de 12 a 24 meses depois de ter abortado, em comparação a aquelas que tiveram seu bebê. De maneira que ao evitar que abortem, lhes está protegendo de ter uma morte em curto prazo", indica.

Para Cabrera, "os promotores da cultura da morte, não informam sobre estes aspectos, pois seu único interesse é o econômico, tanto por matar ao bebê como da venda das equipes com que se produzem estas mortes. Em nada valoram a vida, o futuro e o bem-estar das mulheres a quem leva ao precipício do aborto, que termina com a vida de seu filho e a de seu espírito".

O especialista agradece "a nossos legisladores e políticos que corajosamente defenderam a vida dos inocentes e deram uma amostra imensa de soberania e amor pátrio ao rechaçar as intensas pressões e interferências internacionais, não somente das organizações radicais feministas e pseudo organismos internacionais e nacionais que dizem defender os direitos humanos esquecendo-se dos mas inocentes e vulneráveis como são as crianças concebidas mas não nascidos, mas também de governos estrangeiros, incluindo alguns países europeus que tratou que chantagear ameaçando cortando a ajuda financeira a nosso país se não mudamos nossas leis e favorecemos seu ponto de vista em pró ao aborto".

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

DDRL

Saudações queridos leitores.

Esse pequeno esboço de artigo médico de minha autoria*, com base na idéia do Thiago, pode ajudar a compreendermos um pouco as causas da existência da chamada "esquerda católica".

Doença Degenerativa do Raciocínio Lógico (DDRL)


A DDRL, também conhecida como Síndrome do Quico, é uma doença degenerativa que afeta a parte do cérebro relacionada ao raciocínio lógico, ocasionando surtos de aceitação de paradoxos e negação de conceitos lógicos, tornando possível aos acometidos pela doença, a aceitação de delírios similares à idéia da existência de uma "bola quadrada". Outro sintoma que é comum, mas não exclusivo da doença é uma súbita dificuldade no raciocínio matemático.

A DDRL é transmissível através da doutrinação de conceitos paradoxais. Estudos comprovam que, quando uma pessoa é exposta a tais conceitos que fogem da lógica, a área do cérebro responsável por processar tais raciocínios começa a entrar em lento processo de degeneração, pois o processo doutrinário constante ocasiona em uma sobrecarga de transmissões de impulsos nervosos nessa área, provocando o falecimento dos neurônios.

A cura para a DDRL ainda está sendo pesquisada, mas nos dias de hoje, já são notados grandes progressos no tratamento dos estágios iniciais da doença, através da Terapia Lógica, um método de tratamento baseado no conceito da "reeducação lógica", que visa trabalhar a área do cérebro afetada, barrando a degeneração dos neurônios. Os novos tratamentos que são pesquisados hoje em dia visam a reeducação de outras áreas do cérebro para que essas exerçam o papel deixado de lado pela área responsável pelo raciocínio lógico.

* - Não sou médico, esse artigo é uma brincadeira, mas tem bem mais que um fundo de verdade, haha!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Lula promoverá cúpula GLS com dinheiro do contribuinte

Saudações queridos leitores!

Mais uma arte do sapo barbudo. Fiquem com nota da ACI. Volto depois.

Lula convoca e primeira auspicia cúpula homossexual no Brasil

.- O Presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, convocou a primeira Conferência Nacional de Homossexuais, Bissexuais, Travestis e Transexuais, um polêmico evento que se celebrará em maio do próximo ano com o explícito auspício da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República.

Conforme informou o Governo, o evento procurará desenvolver diretivas que permitam implementar políticas públicas e um plano nacional para promover os direitos dos homossexuais e reforçar o programa "Brasil sem a Homofobia".

Este programa, a cargo da administração de Lula, promove a homossexualidade como uma realidade que não se pode mudar.

Para os ativistas homossexuais, a convocatória de Lula é um triunfo. Um dos porta-vozes destes grupos, Julian Rodríguez, prometeu que converterão a reunião em uma ocasião para impulsionar sua agenda em todos os estados do Brasil.

Voltei. Onde estão agora os tais defensores da "esquerda católica", que defendiam que o sapo barbudo não ia fazer nada contra a Igreja? Durante as eleições, eles estufavam o peito, agora, querem ser tão discretos como pedras, para que eu não aponte na direção deles e diga "eu te avisei".

Mas eu digo sim. "Esquerdistas católicos", eu lhes avisei!!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

O Papa concede indulgência plenária pelo 150º aniversário das aparições de Lourdes

Saudações queridos leitores!

O Papa concede indulgência plenária em virtude do aniversário das aparições de Lourdes. Fiquem com reportagem da ACI, volto depois.

O Papa concede indulgência plenária pelo 150º aniversário das aparições de Lourdes

.- O Papa Bento XVI dispôs a concessão de uma "especial indulgência plenária", com motivo da celebração do 150° aniversário das aparições da Virgem Maria na Gruta de Massabielle, perto de Lourdes (França), a Santa Bernadette Soubirous, informou hoje a Santa Sé.

O anúncio foi feito através de um decreto publicado hoje pelo Escritório de Imprensa da Santa Sé e assinado pelo Cardeal James Francis Stafford e o Bispo Gianfranco Girotti, O.F.M. Conv., Penitenciária Maior e Regente da Penitenciária Apostólica respectivamente.

Para que a comemoração do dia em que a Virgem Maria se apresentou a Bernadette afirmando "Eu sou a Imaculada Conceição" acrescente a santidade nos fiéis, assinala o decreto, o Papa Bento XVI "estabeleceu a concessão da indulgência plenária", a quem, com as condições estabelecidas –arrependimento, confissão dos pecados, comunhão e oração pelas intenções do Santo Padre– realizem a visita a Lourdes ou vão a algum lugar onde se venere publicamente a imagem Mariana.

Segundo o documento da Penitenciária Apostólica, poderão obter esta graça especial quem desde em 8 de dezembro de 2007 a 8 de dezembro de 2008 visitem o batistério paroquial onde se batizou Bernadette, a casa da família Soubirois, a gruta de Massabielle e a capela da casa onde Bernadette recebeu a Primeira Comunhão.

Deste modo os que desde 2 de fevereiro de 2008 até 11 de fevereiro de 2008, visitem em "qualquer templo, oratório, gruta ou lugar dedicado a imagem benta da Virgem de Lourdes, exposta solenemente à veneração pública e ante a mesma participam de um ato de devoção Mariana ou ao menos se recolhem em meditação e concluem com a oração do Pai Nosso, do Credo e da invocação da Bem-aventurada Virgem Maria".

O decreto recorda que aqueles que "por enfermidade ou justa causa" não possam sair de casa ou do lugar onde se encontrem poderão obter a indulgência plenária, se com ânimo afastado do pecado e o propósito de cumprir as três condições necessárias apenas lhes seja possível, nos dias 2 a 11 de fevereiro de 2008, efetuarão "com o desejo de coração uma visita espiritual aos lugares acima indicados, rezando as orações citadas e oferecendo a Deus com confiança, por meio de Maria, as enfermidades e dificuldades de sua vida".

Voltei. Para os que não sabem como lucrar a indulgência plenária, aqui vão alguns lembretes:

- Para que alguém seja capaz de lucrar indulgências, deve ser batizado, não estar excomungado e encontrar-se em estado de graça, pelo menos no fim das obras prescritas.

- O fiel deve também ter intenção, ao menos geral, de ganhar a indulgência e cumprir as ações prescritas, no tempo determinado e no modo devido, segundo o teor da concessão.

- Para lucrar a indulgência plenária, além da exclusão de todo o afeto a qualquer pecado, mesmo venial, requerem-se a execução da obra enriquecida da indulgência e o cumprimento das três condições seguintes: confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Sumo Pontífice.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Deus e a matança dos inocentes

Saudações queridos leitores!

Artigo da Agência Boa Imprensa (ABIM) sobre a catástrofe do aborto que tenta se instalar no Brasil. Leiam e reflitam. Volto depois.

Deus e a matança dos inocentes


Pe. David Francisquini (*)

Com zelo de pastor, venho acompanhando os debates de vários projetos de deputados e senadores visando a introdução de leis atentatórias à moral católica em nosso Pais. Agora mesmo, o Projeto de Lei 1135/91, de descriminalização do aborto, de autoria da deputada Sandra Starling (PT/SP),está para ser posto em votação.

Sob o pretexto de livrar do vexame a mulher vítima de estupro, ou de afirmar que evitar mortes por abortos clandestinos é questão de saúde pública, o Poder Executivo, através do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, alia-se ao Legislativo nessa manobra viperina. Ao fugir do debate moral e religioso, querem eles encurtar o caminho e instituir draconianamente a pena de morte contra crianças indefesas ainda no ventre materno.

Se a tais projetos somarmos a pseudo-liberdade sexual (leia-se amor livre) promovida por muitos órgãos da mídia falada, escrita e televisiva, além de uma pressão insolente e agressiva de lobbies internacionais pró-aborto, não fica difícil perceber a existência de uma verdadeira trama maquiavélica com o objetivo definido de erradicar o que ainda existe de cristão na Terra de Santa Cruz.

Ademais, já existem sintomas claros. Mónica Roa, colombiana, advogada e ativista pró-aborto, expôs uma estratégia utilizada com êxito para introduzir o aborto em seu país: "Constatamos que o debate em torno do tema sempre era de ordem moral e religiosa. Decidimos mudar radicalmente o rumo do debate. Começamos a tratar do aborto sempre como um problema de
saúde pública, de direitos humanos e de eqüidade de gênero."

Relembro aos leitores a doutrina do pecado coletivo de uma nação. Este é tipificado no momento em que se aprova uma lei que fere o Decálogo. E Santo Agostinho ensina que nem no Céu nem no inferno há prêmios e castigos para nações, visto serem elas premiadas ou castigadas neste mundo. O que nos leva a concluir que os protagonistas do aborto estejam a atrair a ira de Deus sobre o Brasil.

Para a moral católica, o aborto "brada aos céus e clama a Deus por vingança", e quem o provoca incorre em excomunhão latae sententiae, isto é, automática, a qual atinge os que o praticam, quer por efeito de estupro, quer por deformidade do feto ou risco de morte da mãe. Sua Santidade Bento XVI afirmou: "A vida é obra de Deus" e "não pode ser negada a ninguém, nem ao pequeno e indefeso feto nem a quem apresenta graves incapacidades".

No México, ainda há pouco, o Cardeal Rivera formulou a "mais firme condenação" do aborto, qualificando-o de "ato abominável" e de "execrável assassinato". Ademais, admoestou os legisladores, que votaram favoravelmente ao aborto, pelo grave pecado cometido, proibindo-lhes a comunhão, pena extensiva aos médicos e enfermeiros que participarem de ato abortivo.

Uma responsabilidade moral difusa, mas não menos grave, pesa sobre todos os que favorecem a difusão da permissividade sexual e o menosprezo pela maternidade. Ela pesa também sobre os que deveriam assegurar políticas familiares e sociais de apoio às famílias, especialmente as mais numerosas, ou aquelas com particular dificuldade financeira para propiciar o desenvolvimento físico e educacional dos filhos.

O aborto e a violência sexual - a qual já é prerrogativa da rua, mas infelizmente se verifica no recinto dos próprios lares, onde crianças são agredidas por pessoas da própria família - são os frutos perniciosos da decadência moral em que está imersa nossa sociedade. Decadência largamente fomentada pela difusão sistemática da imoralidade refletida nas modas, nos programas de TV, na publicidade, nas músicas, etc.

Como guardião da ordem, o Estado tem o dever de zelar pela moralidade pública, não permitindo que em nome de uma falsa liberdade se faça em nosso País uma "revolução cultural", que tripudia e aniquila os princípios perenes consubstanciados no Evangelho; e não - como vem infelizmente acontecendo - se tornar um possante propulsor da mesma revolução pela disseminação da imoralidade, da desordem e do caos.

(*) Sacerdote da igreja Imaculado Coração de Maria -- Cardoso Moreira (RJ)

Publicação quinzenal da Agência Boa Imprensa - ABIM
Propriedade: Editora Padre Belchior de Pontes Ltda.
Diretor: Paulo Corrêa de Brito Filho
Jornalista Responsável: Nelson Ramos Barretto, DRT/DF Nº 3116
Redatores: Paulo Henrique Chaves e Carlos Sodré Lanna
Administração: Rua Javaés, 707 (Bom Retiro) - 01130-010 - São Paulo - SP - Brasil
Fone: (0xx11)3333-6716 / Fax (0xx11)3331-6851
Correspondência: Caixa Postal nº 1422 - CEP 01009-970 - São Paulo-SP
E-mail: epbp@uol.com.br

Voltei., É bom que entendamos que é impossível ser um verdadeiro Católico e compactuar com essa desgraça que tenta se instalar em nosso país. Todos devemos nos mobilizar em favor da vida.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Ateísmo para Crianças

Saudações queridos leitores!

O filme "A Bússola Dourada" ainda nem estreou no Brasil mas já está sendo motivo de preocupação entre os Católicos americanos. Notícia da ACI, volto depois.

Católicos nos EUA boicotariam filme infantil "A Bússola Dourada"

.- Os promotores do filme infantil "A Bússola Dourada" (The Golden Compass) –apoiada em uma trilogia de livros que difunde o ateísmo entre as crianças– estão fazendo de tudo para minimizar o impacto do eventual boicote que protagonizarão católicos e evangélicos a partir de sua estréia.

A agência que vê pela publicidade do filme enviou inclusive uma comunicação aos 50 jornais católicos mais importantes dos Estados Unidos para comprar páginas e anunciar o filme.

A produção de New Line Cinema e Scholastic Entertainment, é estrelada por Nicole Kidman, Daniel Craig e Eva Green. Sua estréia mundial está programada para esta semana. Apresenta a história de uma menina que, ao tratar de salvar a uma amiga, termina salvando o mundo.

Segundo Bill Donohue, da Liga Católica, os livros do ateu militante britânico Philip Pullman –nos que se apóia o filme– foram deliberadamente escritos "para promover o ateísmo e denegrir o cristianismo, especialmente o catolicismo".

"Ateísmo para crianças. Isso é o que Philip Pullman vende. Ele tem a esperança que The Golden Compass atraia aos pais a comprar a trilogia como um presente de Natal. Nossa esperança é que o filme fracasse na bilheteria e que seus livros atraiam muito poucos compradores", indicou.

Voltei. As mais diversas formas de atacar a Igreja, o cristianismo e Deus, enquanto Criador Supremo e até mesmo conceito já não são novidade. Fica o alerta para que possamos poupar nossos filhos de mais uma produção potencialmente danosa para os pequeninos na fé.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Bispo argentino lidera passeata contra o aborto em província de La Pampa

Saudações queridos leitores!

Fiquem com notícia da ACI, volto depois.

Bispo argentino lidera passeata contra o aborto em província de La Pampa

Lei que regula "abortos não puníveis" é inconstitucional
.- O Bispo de Santa Rosa, Dom Rinaldo Fidel Bredice, lidera à tarde de hoje, 4 de dezembro, às 18:00 horas (hora local) uma grande parte para a sede do governo da província de La Pampa, em rechaço à lei que regula a "Atenção sanitária em casos de aborto não punível" e para lhe exigir ao governador Carlos Verna o veto a esta lei anti-vida aprovada na quinta-feira passada.

"Nós não vamos contra o aborto, vamos pela vida. Vamos pelo positivo que seria um subsídio para a mãe solteira ou se facilitem os trâmites de adoção, e não por quão fácil é assassinar uma criatura de Deus no seio materno", assinalou ao AICA o Prelado argentino.

Do mesmo modo, o Prelado comentou que esta normatiza abortista "não representa aos pampeanos" e que "é apenas o primeiro passo na lógica da cultura da morte, depois vem à eutanásia, como na vizinha Rio Negro, e mais adiante o matar os feios".

"Todo ser humano tem direito à vida. As autoridades devem procurar, acima de tudo, a defesa deste, que é o primeiro dos direitos humanos. O aborto é um delito de lesão da humanidade contra inocentes", disse o Bispo na convocatória a esta passeata.

Lei abortista é inconstitucional

Por sua vez, a senadora nacional Liliana Alegre de Alonso, Presidenta de Ação Mundial de Parlamentares e Governantes pela Vida e a Família, manifestou seu "rápido repúdio a sanção da lei da província de La Pampa, chamada "Atenção sanitária em casos de aborto não punível" por ser "manifestamente inconstitucional e viola os pactos internacionais assinados por nosso país".

A senadora argumentou que "a partir da reforma do ano 1994 os Tratados Internacionais assinados pela Argentina" como a Declaração Americana dos Direitos e Deveres do homem, a Convenção Americana dos Direitos Humanos, a Convenção sobre os Direitos da Criança, "garantem a vida da fecundação" e "têm hierarquia constitucional".

Ao ratificar a Argentina a Declaração dos Direitos da Criança, explica Alegre, esta nação declarou que "entende-se por criança todo ser humano do momento de sua concepção e até os 18 anos".

Depois de afirmar estas inconsistências da nova norma, a senadora destacou que esta "não incorpora a objeção de consciência institucional para amparar aos estabelecimentos que se negam a esta tipo de práticas e que lutam por defender a vida das pessoas por nascer, de conformidade a seus princípios e a seus ideários".

Finalmente, Liliana Alegre expressou sua confiança em "que a racionalidade do governador em exercício ou do governador eleito, façam que a norma seja vetada ou em seu caso insistimos aos defensores dos direitos humanos a que impugnem de inconstitucionalidade esta ferramenta legal, iluminada pelos defensores da cultura da morte, isso em defesa do primeiro direito humano que é o Direito à Vida e do bebê recém-nascido, que é objeto nesta lei, de uma perseguição desumana".

Voltei. As tentativas de implantar sutilmente o aborto na Argentina fazem parte do plano orquestrado mundialmente pelos abortistas para introduzir tal prática assassina no mundo inteiro. Os argentinos estão de parabéns por se anteciparem e já protestarem, lutando pela salvação dos pequeninos.

Reconheço que nossos hermanos têm coisas a nos ensinar e futebol a aprender. :P

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Cardeal Urosa exorta a rechaçar pagão e inexistente "espírito de Natal"

Saudações queridos leitores!

Fiquem com notícia da ACI, volto depois.

Cardeal Urosa exorta a rechaçar pagão e inexistente "espírito de Natal"

Acrescentou que este tempo nos desafia a ser instrumentos da paz de Deus

.- O Arcebispo de Caracas, Cardeal Jorge Urosa Savino, convidou aos paroquianos a festejar neste 25 de dezembro o aniversário de Jesus e chamou a rechaçar o falso e pagão "espírito de Natal", que não tem mais realidade e consistência que os personagens das fábulas.

Rechacemos "as pagãs e fantasiosas patranhas do suposto e inexistente "Espírito do Natal", que não tem mais realidade e consistência que os personagens das fábulas, contos e piadas", expressou o Cardeal em sua carta pelo Natal que será lida em paróquias e colégios.

No texto, o Arcebispo recordou que o Natal "é uma festa especificamente cristã e religiosa que devemos comemorar com espírito de aproximação a Deus e de renovação espiritual"; e recordar que nasceu para nós Jesus, nosso Salvador.

"O Natal nos ajuda a fortalecer nossa esperança: Jesus nos chamou a formar parte de seu Reino eterno. Em meio dos problemas do mundo, apesar da presença do pecado e da morte, nós sabemos que Ele está conosco, como nosso único Rei e Senhor. O nos fortalece e consola em nossas tribulações", expressou.

Do mesmo modo, o Cardeal convidou aos venezuelanos a fortalecer sua identidade católica neste tempo de Advento e Natal, que apresenta a provocação de ser instrumentos da paz de Deus, especialmente a "quem tem em suas mãos as decisões mais importantes para a vida do país".

Também alentou a praticar a caridade viva, assim como desterrar o ódio, o rancor, o egoísmo, e a violência. "É preciso que, superando qualquer tipo de divisão política, social ou econômica, reafirmemos a solidariedade, a fraternidade e a união com todos nossos compatriotas", indicou.

Finalmente, o Cardeal Urosa chamou a celebrar o aniversário de Jesus Cristo em família, sem excessos, com a recepção piedosa dos sacramentos da Reconciliação e a Eucaristia.

"Ajudemos aos mais necessitados; procuremos sempre a paz, demos e peçamos perdão se estamos distanciados de alguém; sejamos cada vez mais generosos e bondosos com todos e especialmente com os mais necessitados, a semelhança de nosso Deus, que se entregou Ele mesmo para nossa salvação. Vivamos a alegria de nossa identidade cristã e o compromisso de pertencer ao Reino de Cristo, como Filhos de Deus, discípulos deles e membros de sua Santa Igreja Católica", manifestou e ministrou "de coração minha afetuosa Bênção Episcopal".

Voltei. Esse é um ponto chave atualmente. Alguns dias atrás minha esposa me indagou se eu havia percebido que cada vez menos casas são enfeitadas para o tempo natalino. Sim, eu reparei. E muito disso se deve a esse espírito pagão, que tenta descaracterizar cada vez mais o Natal, usurpando a data, transformando-o em um mero dia de confraternização, onde as crianças ganham presentes e os adultos celebram a amizade, a tolerância ou seja lá o que queiram.

Como bem lembrou o Cardeal, o Natal é uma festa cristã. Qualquer tentativa de desvincular o Natal de Cristo consiste em usurpar o real sentido da festa. É como ir a uma festa de aniversário e utilizar o salão, os salgadinhos e os convidados para promover sua própria festa à revelia do aniversariante.

Se as pessoas querem comemorar qualquer outra coisa que seja, que o façam, até mesmo no dia de Natal, mas que não tentem desvincular o Natal de seu real significado, como se O Aniversariante não pudesse ser lembrado em Seu próprio aniversário.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

domingo, 2 de dezembro de 2007

Evangelho de Domingo - 1° Domingo do Advento

Saudações queridos leitores!

Segue abaixo o Santo Evangelho desse domingo, dia do Senhor, com comentários dos padres de Navarra.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus.

Evangelho (Mt 24, 37-44 (1º Domingo do Advento))

37Como foram os dias de Noé, assim será a vinda do Filho do homem. 38Porque, assim como nos dias antes do dilúvio comiam e bebiam e se casavam, até ao dia em que Noé entrou na arca, 39e não deram conta de nada, até que veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem. 40Então estarão dois no campo: um será tomado e outro deixado. 41Estarão duas a moer na atafona: uma será tomada e outra deixada.

42Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor. 43Notai, porém, uma coisa: Se o pai de família soubesse em que quarto da noite havia de vir o ladrão, estaria alerta e não deixaria arrombar a sua casa. 44Por isso, estai vós também preparados, porque, na hora em que menos o pensais, virá o Filho do homem.

Palavra da Salvação.

37-39. O Senhor representa em poucos traços a situação de despreocupação e de insensibilidade dos homens perante o sobrenatural. Isto não é apenas de então nem de agora: é de sempre. Parece mais importante comer e beber, tomar mulher ou marido: na realidade, agindo assim, esquece-se que o mais importante é a vida eterna. Ao mesmo tempo o Senhor prediz: como foi no tempo do dilúvio, assim será no fim do mundo. A segunda vinda do Filho do Homem cumprir-se-á num momento inesperado, surpreendendo os homens no que estão a fazer, bom ou mau.

É, pois, tentar o Senhor esperar para o último instante para mudar de disposição.

40. No meio das coisas mais correntes da vida - as fainas do campo, trabalhos da casa, etc. - tem lugar o chamamento divino e a resposta do homem, e decide-se, portanto, a felicidade eterna ou a eterna condenação. Para a salvação não fazem falta condições ou circunstâncias extraordinárias na vida, mas a fidelidade quotidiana ao Senhor no meio do normal.

42. A consequência que tira o próprio Jesus Cristo desta revelação sobre as coisas futuras é que o cristão deve viver vigilante cada dia como se fosse o último da sua vida.

O importante não é elocubrar acerca de quando e como serão esses acontecimentos últimos, mas viver de tal forma que nos encontrem na graça de Deus.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.