segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Governo apela para a CNBB quando é conveniente

Saudações queridos leitores!

Fiquem com trecho de reportagem da Folha (íntegra para assinantes aqui). Volto depois.

Preocupado com greve de fome, governo procura CNBB para conversar com bispo

KENNEDY ALENCAR
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

A nova greve de fome do bispo de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, entrou no radar de preocupações do Palácio do Planalto. Segundo apurou a Folha, auxiliares do presidente procuraram a direção da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e pediram ajuda para convencer Cappio a interromper o jejum (hoje em seu 14º dia).

O bispo de Barra é contra o projeto do governo de transposição de parte das águas do rio São Francisco. Já há sugestão para que o próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva faça um contato direto com Cappio logo após a votação da emenda constitucional em tramitação no Senado que prorroga a CPMF até 2011. Para um integrante da cúpula do governo, se Lula não agir rápido, o caso tende a ganhar maior repercussão negativa.

Auxiliares do presidente estavam preocupados com a repercussão da romaria de ontem a Sobradinho (BA), na qual entidades da sociedade civil dariam apoio ao bispo.

(...)


Em 2005, na sua primeira greve de fome contra a transposição, Cappio fechou acordo com o governo para interromper o jejum. Na época, Lula enviou o então ministro das Relações Institucionais e hoje governador da Bahia, Jaques Wagner, para conversar com o bispo.

Segundo a versão de Cappio, o governo teria prometido suspender a transposição. Já o governo nunca admitiu ter feito tal proposta. Com o início de obras na região, Cappio voltou a entrar em greve de fome.

Voltei. Incrível como o governo está apelando para a CNBB para que seu prestígio não vá para o buraco. Os comunistas são sedentos de sangue, mas preferem o sangue dos nascituros ao sangue de um velho bispo que atrai mais atenção que eles.

Deixo claro que não concordo com a atitude de Dom Luiz Flávio. Existem outras formas de se resolver isso. Penso que a CNBB deveria ter se manifestado com relação a isso bem antes, mas não porque o governo quer, mas sim porque é o que se deve fazer mesmo.

O governo do Lula é incrível. Na hora de demonizar a CNBB, a Igreja, as oposições e quem quer que vá contra seus planos, o faz sem nenhuma cerimônia. Quando precisa correr atrás deles pedindo ajuda, o faz com toda desfaçatez do mundo. Só aqui mesmo...

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: