quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Bento XVI sintetiza sua encíclica: Deus é a esperança do mundo

Saudações queridos leitores!

A nova Encíclica do Papa é uma maravilhosa conclusão à dissertação sobre as virtudes que ele iniciou em Deus Caritas Est. Agora ele explica um pouco mais sobre o assunto. Fiquem com notícia de ZENIT.

Bento XVI sintetiza sua encíclica: Deus é a esperança do mundo

No Angelus do primeiro domingo do Advento

CIDADE DO VATICANO, domingo, 2 de dezembro de 2007 (ZENIT.org ).- Bento XVI resumiu este domingo a mensagem central de sua encíclica, «Spe salvi», sobre a esperança: o mundo tem necessidade de Deus, do contrário, fica sem esperança.

No tradicional encontro com os fiéis reunidos na praça de São Pedro, o Papa comentou o sentido do Advento, o período litúrgico de preparação para o Natal, que a Igreja começava nesse dia, «o tempo propício para despertar em nossos corações a espera por “aquele que é, que era e que virá”».

Como confessou o próprio bispo de Roma, era «um dia sumamente indicado para oferecer a toda a Igreja e a todos os homens de boa vontade minha segunda encíclica, que quis dedicar precisamente ao tema da esperança cristã».

Bento XVI mostrou como no Novo Testamento «a palavra “esperança” está intimamente unida à palavra “fé”. É um dom que muda a vida de quem recebe, como demonstra a experiência de muitos santos e santas».

Íntegra aqui.

Voltei. O Santo Padre, considerado por muitos como o maior teólogo da atualidade (e por mim o maior em muito tempo) fez um magnífico trabalho em cima das virtudes cardeais. O começo foi com Deus Caritas Est, onde ele disserta sobre o Amor e agora em Spe Salvi, sobre a Esperança. Recomendo a todos que leiam antes a primeira Encíclica para depois ler a atual. Vale a pena!

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: