quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Ex-ministro assegura que Governo do PSOE é o que melhor tráfico à Igreja no mundo. E eu sou Elvis Presley

Saudações queridos leitores!

Esquerda é esquerda em qualquer lugar do mundo. A lógica petista é, na verdade, o princípio que norteia a moral (que moral?) das esquerdas no mundo todo. Vejam a matéria de ACI. Volto depois.

.- O Ex-ministro da Defesa, José Bono, declarou a TVE que "não há nenhum Governo no mundo que trate à Igreja Católica melhor que o Governo da Espanha".

Na entrevista, Bono, ex-presidente de Castilla la Mancha e futuro postulante a deputado socialista nas próximas eleições, não explicou por que saiu do Governo de Zapatero.

Entretanto, ao ser consultado sobre a possibilidade de ser católico e socialista por sua vez, Bono assinalou que "Félix Pons dizia que se fosse incompatível ser socialista e cristão, terei que fechar a metade das paróquias e a metade dos agrupamentos locais do partido. E também temos uma direita extrema que pensa que Deus tem carteira do Partido Popular. Mas não o tem".

Bono, que se declara abertamente católico praticante, também assinalou que não é "partidário de que se modifique a relação jurídica administrativa com a Igreja Católica. Creio que não há nenhum Governo no mundo que trate à Igreja Católica melhor que o Governo da Espanha. E há eclesiásticos que tratam muito mal o Governo da Espanha mas sim por razões políticas, porque gostariam que ganhasse o PP. É tão evidente que quase ruboriza pôr de manifesto a evidência".

Para Bono, "os governos têm suficientes problemas como para que se busquem outros".

Voltei. Esse sujeito poderia ser um novo Borat. Só falta o bigodinho, pois senso de humor ele já tem. O que mais me espanta é que ele realmente acredita nisso, pois sua lógica é distorcida. O conceito de liberdade dele é similar ao de Fidel Castro, Che Ghevara e da comunidade GLS.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: