quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Escolas católicas australianas cancelam apoio a Anistia Internacional

Destaco a atitude corajosa tomada pela Arquidiocese de Melbourne. Vejo cada vez mais exemplos de atos coerentes tomados pelo mundo afora. Deus queira que tais exemplos de fidelidade ao Evangelho sejam cada vez mais seguidos!

.- A Arquidiocese de Melbourne na Austrália pediu às escolas católicas de sua jurisdição cancelar seu apoio à organização Anistia Internacional (AI), em resposta à decisão do grupo de promover o aborto como direito humano.

O diretor do Escritório de Educação Católica de Melbourne, Stephen Elder, dirigiu uma carta às 328 escolas católicas do Melbourne lhes aconselhando cortar seus antigos laços com a organização.

A carta pede às escolas manifestar seu desacordo com a organização, logo que esta decidisse abandonar sua posição neutra sobre o aborto para apoiar sua legalização.

Elder assegurou que o escritório tem feito repetidas tentativas por contatar a Anistia sobre este tema sem resultados positivos.

"O aborto é uma negação fundamental da dignidade da pessoa humana e uma brecha nos direitos humanos da crianças", indicou Elder em um comunicado.

Em Melbourne, um significativo número de escolas apoiou os programas da AI nos últimos anos.

Segundo Maria Kirkwood, diretora assistente de educação religiosa e cuidado pastoral na arquidiocese de Melbourne, assinalou que a Igreja alentou a suas escolas a apoiar o trabalho da AI e por isso sua decisão abortista é tão decepcionante.

"É impossível para a Igreja Católica seguir apoiando a AI com uma política desta natureza", indicou.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: