segunda-feira, 8 de outubro de 2007

Edir Macedo e sua fábrica de prosperidade própria. O caso IURD.

Saudações queridos leitores!

A IURD está de volta aos holofotes! No final do mês de setembro o autoproclamado bispo Edir Macedo lançou mais um canal de televisão, a Record News. Esse evento por si só já é discutível, visto que uma mesma pessoa não pode deter duas concessões de TV aberta em uma mesma cidade. Edir Macedo foi apresentado como dono da Rede Record e dono da Record News. Se ele for realmente dono de ambas as emissoras, vemos uma situação ilegal. Se ele não for dono de alguma delas, tivemos um crime de falsidade ideológica transmitido em rede nacional.

Mas o foco de minha postagem de hoje não é atacar a Record News. Eles que se entendam. Venho aqui para comentar um pouco sobre a biografia do autoproclamado bispo que está para ser lançada nesses dias. Como tudo nessa seita é nabalesco, foi feita uma primeira tiragem de 700 mil exemplares (o dobro do que é normalmente para livros de sucesso) e foi montado um esquema de eventos de lançamento em todas as capitais do país. Tudo bem que desses 700 mil exemplares, metade vai ser distribuída nos templos, mas mesmo assim é um número significativo.

"O Bispo – A História Revelada de Edir Macedo", título da biografia, foi escrito Douglas Tavolaro (meu parente, argh!) e pela jornalista Christina Lemos. O livro era esperado, pois quebra um silêncio de 12 anos desde a prisão de Edir Macedo em 1995, acusado de curandeirismo e charlatanismo. O livro critica muito a Rede Globo, a principal inimiga de Edir Macedo e a Santa Igreja Católica.

Para variar, Edir Macedo destila seu ódio contra a Igreja de várias formas, seja atacando o Papa, seja atacando a Doutrina Católica. Mas tudo isso tem sua razão de ser, afinal, ele faz sua fama sendo um antagonista à Igreja de Cristo. Nós sabemos muito bem a quem pertence esse papel, não é mesmo.

Abaixo tem o famoso vídeo no qual ele ensina os pastores a arrancar mais dinheiro dos pobres fiéis. É possível ver como tratam a história de Moisés com deprezo! Inclusive zombando do cajado de Moisés.

Transcrevo abaixo um trecho dos diálogos contidos na fita:

Edir Macedo - Você tem que chegar e se impor. “Ó, pessoal, você vai ter que ajudar agora na obra de Deus. Se você quiser ajudar, amém. Se você não quiser ajudar, Deus vai achar outra pessoa pra ajudar. Amém!” Entendeu como é que é? Se quiser bem. Se não quiser, que se dane! Ou dá ou desse, entendeu como é que é? É isso aí. Porque aí o povo vê coragem em você. O povo tem de ter confiança em você. Se você mostrar aquela maneira chocha, o povo não vai confiar em você...

Outro pastor – Você tem de ser o super-herói do povo.

Edir Macedo – Exatamente. Você tem de ser um super-herói. “Ó, pessoal, não vamos fazer isso aqui, é um grande desafio”...

Outro pastor – O valente, o machão...

Edir Macedo – Eu fiz isso... Eu peguei a Bíblia e disse: “Ou Deus honra essa palavra, ou então joga fora isso aqui [Faz um gesto de quem joga a Bíblia Sagrada no chão!]

Outros pastores – Lá mesmo? Nos EUA?

Edir Macedo – Lá mesmo, joguei a Bíblia no chão, na televisão também.

(...)

Edir Macedo – Então chama a atenção: “Esse aí, pô, esse aí...briga com Deus mesmo. Aí tem aqueles, que são tradicionais [e dizem]: “Ih, esse aí é um falso profeta. Esse vai ser amaldiçoado. Agora tem uns outros: “Poxa, há quanto tempo que eu queria isso! Eu tou cansado de ver a Bíblia, de ler tantas palavras, e não acontecer nada na minha vida.” Então esse vai ficar do nosso lado. “É isso mesmo: é tudo ou nada”. E ele põe tudo lá. Então, ele vai ser abençoado.

Outro pastor – Quem embarcar nessa é abençoado...

Edir Macedo – É abençoado... Quem não embarcar...

Outro pastor – Quem não embarcar fica...

Edir Macedo – Entendeu como é que é? Então você nunca pode ter vergonha, ter timidez... Peça. Peça. E quem quiser dá, dá; quem não quiser não dá. E, se tiver alguém que não dê, tem um montão que vai dar.

Outro pastor – Tem de ser no peito e na raça.

Edir Macedo – Tem de ser no peito e na raça. Porque o povo, o povo quer ver o seu pastor com coragem. O povo quer ver o pastor brigando com o demônio, o povo quer ver...

Outro pastor – O povo já tá cansado da falsa humildade do padre, né?

Edir Macedo – Exatamente.

Outro pastor – O padre é humilde, mas não dá nada, não oferece nada...

Edir Macedo – É, o padre, daquela maneira assim e tal... Nós vamos lá. É isso mesmo: botar pra quebrar, vira cambalhota... Então o povo fica louco. É isso aí, é isso aí, entendeu como é que é?

Atenção, neste trecho Macedo escarnece de Moisés!!!

Edir Macedo – Então Moisés foi lá, com um cajado, com aquele mesmo cajado com que ele tinha aberto as águas do Mar Vermelho, ele chegou e perguntou: “Por acaso pode essa rocha sair água?” Ele tocou na rocha assim. Quando ele tocou na rocha, saiu água [Risos]

Outros pastores – [Risos de escárnio]

Outro pastor – Por acaso, né [Risos]?

Edir Macedo – Por acaso...

(...)

Edir Macedo – Aí eu pergunto: “Quem é que gostaria de ter o cajado de Moisés?” E o povo “Eeeuuu”. Eu digo: “Você tem. Agora é só você usar o seu cajado”

Outro pastor – 10 mil, traz aqui [Risos dos demais pastores]



Alguém que demonstra tanto escárnio contra Moisés não poupa o Papa. Tratando o Santo Padre como "exclusivamente um político", Edir Macedo contesta posicionamentos da Igreja e descaradamente nega aspectos bíblicos. Nada mais previsível para alguém que fez uma fortuna bilionária explorando a fé alheia.

Do ponto de vista religioso, Edir Macedo e sua empresa, a qual ele chama de "igreja" não devem ser levados a sério. Seu trunfo está na publicidade. Ele transformou a fé em um negócio do qual, sem nenhum pudor, ergueu um império bilionário. Qualquer pessoa com mais de meio neurônio não consegue levar aquela lorota banhada a PNL e livros de auto ajuda a sério.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Um comentário:

Wagner Moura disse...

a)Esse cara é um bandido.
b)Esse cara é um louco.
c)Ele defende o aborto.

Uma dica: vamos por eliminação.

Não estou sugerindo nada, hein? :D