segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Alegria no Vaticano pela libertação dos dois sacerdotes iraquianos

Saudações queridos leitores!

Ótimas notícias vindas de ZENIT.

Alegria no Vaticano pela libertação dos dois sacerdotes iraquianos que estavam seqüestrados desde o 13 de outubro

CIDADE DO VATICANO, domingo, 21 de outubro de 2007 (ZENIT.org). - A Santa Sé acolheu com grande alegria este domingo a notícia da libertação dos dois sacerdotes seqüestrados no Iraque.

O padre Federico Lombardi, S.J., diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, confirmou sua libertação e sublinhou que a Santa Sé acompanhou com grande preocupação o caso.

O porta-voz vaticano expressou a esperança de que não voltem a se repetir seqüestros como este.

Os dois sacerdotes de rito siríaco (oriental), o padre Mazin Ishoa, de 35 anos, e o padre Pius Afas, de 60, dirigiam-se do centro de Mosul (de onde ambos são originários) à paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no bairro de al-Faisaliya – onde se lhes esperava para a celebração de um funeral -, quando foram seqüestrados por homens armados no bairro al-Thawara.

Segundo fontes católicas de Mosul, foram libertados na manhã do domingo em uma rua dessa cidade iraquiana.

Não se sabe se foi pago resgate por suas vidas. Os seqüestradores haviam pedido em 13 de outubro uma cifra em dólares por sua libertação impossível de pagar por essa comunidade católica. No dia seguinte, Bento XVI fez um apelo por sua liberdade.

Fiquem com Deus e divirtam-se,
Fernando.

Nenhum comentário: